Tag: tesoura de poda

Poda

A aparência e a saúde da maioria das árvores podem ser melhoradas através de podas regulares.

A poda também aumenta a segurança do seu jardim, eliminando danos à sua propriedade. E no caso das frutífras quando você realiza uma poda corretamente a produção de frutos aumentam.

A poda resultará em plantas mais fortes e saudáveis. E dependendo da espécie você pode moldá-la no formato que desejar.

Siga 10 passos para realizar a poda:

1- Dedique um pouco de tempo para observar o tamanho e a forma da árvore e imagine como ela deveria ficar depois que você finalizar.

Represa do parque da cidade, Jundiaí.

2- Identifique os galhos principais que formam o “esqueleto” da árvore. (Evite remover estes galhos).

3- Nunca realize a poda de um único lado da arvore. Pois fara com que cresça mais de um lado e a arvore terá que compensar o desequilíbrio dos galhos aumentando o tamanho das raízes do lado contrario.

Poda de um único lado da espécie deixa a arvore torta e prejudica as raízes

4- Sempre remova galhos danificados, eles devem ser podados para permitir que os nutrientes que ainda sugam da árvore possam ser redirecionados para os galhos saudáveis.

Remova galhos danificados em qualquer época do ano.

5- Elimine o excesso de galhos de determinadas áreas. As árvores precisam de uma boa circulação de ar.  Galhos amontoados dão condições de crescimento de pragas e fungos.

Abacateiro com casa de joão de barro.

6- Elimine galhos que estejam crescendo na direção do centro da árvore.

7- Não realize poda mais do que uma vez por estação.  As árvores precisam de tempo para se recuperarem.

Pinheiro.

8- Realize poda entre os meses de: MAIO e AGOSTO; Se feita no final do outono ou no começo do inverno, há menos perda de seiva e causa menos stress as plantas.

9- Um bom sinal para saber a hora de podar é quando as folhas da árvore começam a cair. Isto significa que ela ficará dormente até o começo da primavera.

Ficus, arvore não aconselhada para o cultivo nas calçadas.

10- Limpe o equipamento de poda:

  • Mergulhe a ferramenta numa solução alvejante . A poda pode transmitir doenças de uma árvore para outra e mergulhar o equipamento de corte nesta solução pode ajudar a eliminar esse risco. Isso é especialmente importante para pomares.
  • Desinfete as ferramentas após cada poda, pois uma arvore doente passa doenças para outras.

Lembre-se:

  • Para galhos pequenos, use tesoura de poda. Para galhos com mais de 2,5 cm de diâmetro, use uma tesoura tipo alicate. Já para galho com mais do que 5 a 8 cm de diâmetro, use uma serra.
  • Madeira morta ou que estiver morrendo pode ser removida em qualquer época do ano.

Use sempre:

  • Use equipamentos de segurança. Camiseta de manga longa, luvas e óculos de proteção são necessários para evitar acidente.

Materiais Necessários

  • Aparadores afiado
  • Escada
  • Facão
  • Serrote
  • Tesouras de jardinagem
  • Camiseta de manga
  • Luvas resistentes
  • Óculos de proteção
  • Solução alvejante

Visite também os posts:

jardim japonês.

Gengibre vermelho.

Babosa de arvore.

Pleomele.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Buxus sempervirens


Buxus sempervirens, planta nativa do Mediterrâneo e do Oriente, trata-se da planta mais empregada na Topiária, (arte de podar plantas em formas ornamentais e geométricas).

Suas folhas são bem resistentes e aceitam bem as podas, com regeneração rápida. Porém seu crescimento é lento, o que torna esta espécie muito valorizada no mercado. Rustica, é bastante utilizada na topiaria e confecção de bonsai, pois se adapta bem em vasos.

Também  muito utilizada como cerca viva, o Buxus sempervirens é cultivado em uma altura menor que as cercas construídas para divisão de ambiente,  produz cerca viva apenas de delimitação de espaço.

Deve ser cultivada em sol pleno, porém necessita receber regas constante, para que suas folhas mantenham o brilho peculiar. Cultive em solo rico em matéria orgânica e nutrientes.

A reprodução é realizada por estaquia ou alporquia, (em estágio mais avançado). Para atingir o tamanho ideal para venda ou realizar a topiaria na planta,  leva um tempo longo, se comparado a outras espécies. Porem uma vez cultivado em um jardim é capaz de demonstrar: beleza, utilidade, formas diferenciada e um verde inconfundível em suas folhas pequenas e delicadas.


Elemento decorativo em Jardim japonês.

Folhas são bem resistentes e aceitam bem as podas.

Espécie aplicada como topiaria e cerca viva.

Visite também os posts:

Jardim clássico terracotajardinagem

Cerca viva

Coroa de Cristo


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Topiaria

Topiaria é a técnica que consiste em esculpir plantas, com o auxílio de tesoura de poda, estaquias de condução e armações; E confecciona plantas com formas geométricas, esculturas artísticas, renques, maciços e cerca-viva.

Por este motivo é muito utilizada em projetos de paisagismo em estilo clássico, (Italiano ou Francês). As espécies mais indicadas e utilizadas para se realizar topiaria são plantas resistentes, que possuam uma grande quantidade de folhas em seus galhos; Folhas firmes e pequenas, com crescimento lento, tais como o: buxinhos, tumbérgia, pinheiros, pingo de ouro, entre outros, com estas mesmas características.

Topiaria utilizando pingo de ouro, como cerca viva.

Topiaria utilizando buxinho como decoração em vasos.

Pingo de ouro, tumbérgia e outras espécies como topiaria em maciços.

Topiaria compondo jardim com outras espécies mais rústicas.

 

Visite também os posts:

Buxinho

Cerca viva

Jardim  clássico


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.