Tag: Talude

Fórmio variegata


O fórmio variegata, (Phormium tenax), também conhecida popularmente como: linho da nova Zelândia, fibra da nova Zelândia e cânhamo da nova Zelândia, é uma planta vigorosa de folhagem ornamental, nativa da Nova Zelândia; Planta perene de folhas em forma de lâmina muito longas e eretas que podem alcançar 3 metros de altura.

Folhagem com margens e listras longitudinais nas cores: amarela, branca, laranja,  róseo e roxo; Com flores que surgem na primavera e atraem grande numero de polinizadores, na cor vermelha que dependendo da variedade tem maior ou menor importância ornamental.

Há diversas variedades de fórmios, como:

  • Mini fórmio.
  • Fórmio roxo.
  • Fórmio rubro.
  • Fórmio verde.
fórmio variegata trata-se de folhagem muito vistosa e  resistente, o que a torna apropriada para o cultivo em projetos paisagístico de muitas formas, como:
  • Renque.
  • Maciço.
  • Isolada em gramados.
  • Envasada em ambientes internos e externos.
  • E como planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água; E ainda junto a taludes e grandes pedras.

Por ser uma espécie tão versátil, o fórmio variegata pode ser introduzida em jardim de estilo tropical, contemporâneo e até mesmo árido.

Na Nova Zelândia, as fibras extraídas das folhas da planta são utilizadas em cestarias e artesanatos pelos Maori, que também o utilizam como planta medicinal.

fórmio variegata também trata-se de uma planta utilizada na confecção de arranjos florais, como decoração de ambientes de casas, escritório, salão de festa etc…

Devido a fórmio variegata apresentar floração de cor branca, a planta se integra com mais facilidade a todas as espécies, facilitando na escolha, projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:   Pândano,   Palmeira.
  2. ARBUSTO:    Mirta, Pleomele.
  3. TOUCEIRA:   Bambusa.
  4. FORRAÇÃO:   Grama amendoim.

Dicas para o cultivo saudável do fórmio variegata:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Disponibilize em ambientes internos luz direta por 3 ou 4 horas diárias.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Realize mudas através de divisão de touceira e por sementes.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração, retire folhas e hastes  das flores velhas, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Dê espaçamento para o plantio de 80 cm entre as mudas e cultive bem rente ao muro.
  • Misture ao solo grama seca ou palha de arroz, para  manter o solo sempre úmido.

Siga estas dicas de cultivo e o fórmio variegata se manterá com aparência exuberante, desta forma trás vida e colorido na decoração do ambiente, e deixa a espécie livre de doenças e pragas.


Folhagem muito vistosa e resistente, o que a torna apropriada para o cultivo em projetos paisagístico de muitas formas.

Na Nova Zelândia, as fibras extraídas das folhas da planta são utilizadas em cestarias e artesanatos.

Visite também os posts:

Sapatinho de judia.


Trepadeira para pergolado.


Trepadeiras.


Filodendro.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Fórmio roxo


O fórmio roxo, (phormium tenax), também conhecida popularmente como: linho da nova Zelândia, fibra da nova Zelândia e cânhamo da nova Zelândia, é uma planta vigorosa de folhagem ornamental, nativa da Nova Zelândia; Planta perene de folhas em forma de lâmina muito longas e eretas que podem alcançar 3 metros de altura.

Folhagem arroxeadas; Com flores que surgem na primavera e atraem grande numero de polinizadores, na cor vermelha que dependendo da variedade tem maior ou menor importância ornamental.

Há diversas variedades de fórmios, como:

  • Mini fórmio.
  • Fórmio verde.
  • Fórmio rubro.
  • Fórmio variegata.
fórmio roxo trata-se de folhagem muito vistosa e  resistente, o que a torna apropriada para o cultivo em projetos paisagístico de muitas formas, como:
  • Renque.
  • Maciço.
  • Isolada em gramados.
  • Envasada em ambientes internos e externos.
  • E como planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água; E ainda junto a taludes e grandes pedras.

Por ser uma espécie tão versátil, o fórmio roxo pode ser introduzida em jardim de estilo tropical, contemporâneo e até mesmo árido.

Na Nova Zelândia, as fibras extraídas das folhas da planta são utilizadas em cestarias e artesanatos pelos Maori, que também o utilizam como planta medicinal.

fórmio roxo também trata-se de uma planta utilizada na confecção de arranjos florais, como decoração de ambientes de casas, escritório, salão de festa etc…

Devido 0 fórmio roxo não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

  1. ARBUSTO:   Camarão amarelo.
  2. TREPADEIRA:     Sapatinho de judia.
  3. FORRAÇÃO:   Grama amendoim.

Dicas para o cultivo saudável do fórmio roxo:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Disponibilize em ambientes internos luz direta por 3 ou 4 horas diárias.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Realize mudas através de divisão de touceira e por sementes.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração, retire folhas e hastes  das flores velhas, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Dê espaçamento para o plantio de 80 cm entre as mudas e cultive bem rente ao muro.
  • Misture ao solo grama seca ou palha de arroz, para  manter o solo sempre úmido.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim.

Siga estas dicas de cultivo e o fórmio roxo se manterá com aparência exuberante, desta forma trás vida e colorido na decoração do ambiente, e deixa a espécie livre de doenças e pragas.


Folhagem muito vistosa e resistente, o que a torna apropriada para o cultivo em projetos paisagístico.

Pode ser introduzida em jardim de estilo tropical, contemporâneo e até mesmo árido.

Na Nova Zelândia, as fibras extraídas das folhas da planta são utilizadas em cestarias e artesanatos.

Visite também os posts:

 

Sapatinho de judia.


Trepadeira para pergolado.


Trepadeiras.


Filodendro.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Flor coral


Flor-coral (Russelia equisetiformis), planta nativa no México, trata-se de um arbusto escandente perene, ramagem pendente com presença de flores nas cores:

  • Amarela.
  • Laranja.
  • Vermelha.
  • Branca.

Também conhecida como Russelia; Seus ramos medem até 1 metro de cumprimento, que florescem da primavera até o outono.

Com uma folhagem e floração altamente decorativas e exuberante a flor-coral é muito utilizada em projetos de paisagismo em jardim no estilo tropical, em áreas com elevação e taludes cultivadas em grande quantidade, realiza um efeito de cascata; Ainda atrai uma grande quantidade de beija flor, devido a fartura de néctar das flores, que a planta apresenta.

Dicas para o cultivo da flor-coral:

  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Em solo rico em matéria orgânica.
  • Regas devem ser realizadas uma vez na semana.
  • Adube com fertilizante químico NPK 04-14-08.


    Russelia com floração vermelha cultivada em canteiro com 80 cm de altura, sob meia sombra.

    Russelia com floração nas cores branca, amarela, laranja e vermelha.

    Russelia cultivada na parte de cima do muro de 1 metro e 80 cm de altura, sob meia sombra.