Tag: solo fértil

kalanchoe vermelho


O kalanchoe é uma planta nativa de Madagascar, seu porte chega atingir 30 cm de altura e possui folhas grossas de cor verde escuro com bordas onduladas.

Suas flores na natureza aparecem no final do outono e se mantém durante todo inverno, até a chegada da primavera. Porém os agricultores induzem a floração em outras épocas do ano, por este motivo, podemos encontra-las á venda durante o ano todo.

O kalanchoe é uma planta muito resistente e ao mesmo tempo delicada. Dê acordo com a região do Brasil  é conhecida por nomes diferentes, como por exemplo: flor da fortuna, calandiva, kalanchoe ou ainda  flor do papai.

Trata-se de uma planta com um ciclo de vida de mais ou menos 2 anos, depende dos cuidados que a planta recebe; Após este tempo a planta perde a força e vitalidade e necessita ser replantada. O kalanchoe é ideal para ser cultivado em floreiras ou como bordaduras em jardins, criando combinações de cores ou cultivado em uma única cor, (não há regras para realizar este cultivo).

Esta é uma das poucas plantas que se encontra com facilidade em floras, floriculturas, super mercados, com preços bem convidativos; Por ser uma espécie amplamente hibridada, a cada novo evento ou feiras deste segmento, o kalanchoe é apresentado com uma novidade nas cores, formas ou flores.

Com uma ampla variedade de formas, cores e tons; Com flores que variam desde: vermelha, laranja, amarela, rosa, lilás e branca. Com pétalas simples, duplas até tripas que encarece, a planta, mas ainda deixa com bom preço e uma beleza muito maior. E dá a planta a possibilidade de ser empregada nos mais diversos estilos de arranjos florais e decorações de festas, casas, consultórios e escritórios.

Dicas de cultivo saudável do kalanchoe vermelho:

  • Cultive em solo bem drenado e fértil, rico em matéria orgânica.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Realize a rega duas vezes na semana no verão e uma vez na semana no inverno.
  • Retire hastes velhas da planta á medida que murcham, para surgirem flores novas.
  • Não molhe as folhas e flores, pois pode causar apodrecimento.
  • Adube com fertilizante mineral NPK 04-14-08.


O kalanchoe é uma planta nativa de Madagascar

Planta com ciclo de vida de cerca de 2 anos, depende dos cuidados que recebe.

Planta que pode ser empregada nos mais diversos estilos de arranjos florais e decorações de festas, casas, consultórios e escritórios

Visite também os posts:

Kalanchoe amarelo.


Violeta.


Lírio amarelo.


Agapanto azulão.

Afelandra.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

Amaranto


O amaranto é planta nativa da região dos Andes, espécie que produz pendões terminais estreitos, que chegam atingir 24 cm, onde produzem pequeninas flores em grande quantidade; Arbusto que apresenta pendões aveludados o que se atribui sua beleza exótica. Espécie perene, de poucas folhas na cor verde médio á verde claro.

Pode ser encontrado com floração em diversas cores, como: verde, bege, roxa e rosa,  porém a mais cultivada em forma de ornamento é a de floração vermelha.

O amaranto trata-se de uma espécie cultivada como safra de grão em alguns países da América do Sul. Por este motivo não é uma planta utilizada em projetos de paisagismo; Pois há uma forte tendencia na separação das espécies cultivadas para: ornamento, consumo, pastagens etc… Mas é necessário dizer que trata-se de uma postura que segue uma tendência, portanto não se trata de uma regra, E se você desejar introduzir esta ou qualquer outra espécie, não muito comum, em projetos de paisagismo, será um jardim inovador e criativo.

Muito consumido no Peru, desde o tempo dos Incas; O amaranto é um cereal rico em proteína de alto valor biológico, possui muito cálcio e zinco. Ideal para quem procura uma nutrição saudável, pois possui quantidade elevada de fibras e segundo estudos feitos pela Faculdade de Nutrição da USP, reduz os níveis de colesterol total do sangue.

Dicas para o cultivo saudável do amaranto:

  • Regue a planta duas vezes na semana na primavera e verão e uma vez  no outono inverno; Mas suspenda a rega na temporada de chuva.
  • Cultive sob meia sombra.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Realize mudas através de sementes e estacas aproveitas da poda
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.


Amaranto com flores vermelhas.

Pendões terminais floridos.

A planta reproduz inúmeros pendões.

Visite também os posts:

 

Crista de galo.

Pimenta rosa.


Lança de jorge.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

Sapatinho de jundia


O sapatinho-de-judia, (Thunbergia mysorensis), apresenta uma folhagem e inflorescência de grande exuberância, trata-se de uma trepadeira da família da tumbérgia, compostas de flores que nascem em formato de grandes cachos, que se abrem de 5 a 7 flores de cada vez, fazendo com que o cacho apresente flores por mais de um mês seguido.
Com flores são formadas de um mesclado de amarelo e marrom. Com folhagem que também auxilia no destaque das flores, devido ao verde escuro que as folhas apresentam; Com pequena queda de folhas no outono inverno, ajuda na conservação da limpeza do ambiente em que for cultivada.

Apropriada para cobrir pérgolados, onde a inflorescência pendente fica destacada. Atrai grande quantidade de beija-flores e borboletas. Utilizada em projetos de paisagismo em estilo tropical; Deve ser cultivada em locais com espaço para reproduzir suas flores que nascem penduradas em grandes cachos, com grande quantidade de flores.

Cuidados que o sapatinho de judia necessita:

  • Plante em substratos ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através de estaquias
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Regue a cada 10 dias pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno, ou meia sombra, a planta não tolera frio.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.