Tag: solo compacto

Bignônia-amarela

Bignônia-amarela, (Tecoma Stans). Espécie perene nativa das Américas; Conhecida também como: Amarelinho, Ipê de jardim, Carobinha, Guarã-guarã, Ipê-amarelo-de-jardim, Ipê-mirim, Ipêzinho-de-jardim, Sinos-amarelos. Atinge em fase adulta de 3 á 4 metros de altura.

Bignônia-amarela atrai polinizadores, devido a quantidade de flores que a espécie apresenta, com inflorescências terminais no formato tubular amarelas, muito parecidas com as do Ipê-amarelo (Tabebuia spp); A floração é maior nos meses mais quentes, mas pode perdurar durante o outono. Os frutos são cápsulas glabras deincentes compridas e contém muitas sementes aladas. Arvoreta bastante ramificada e apresenta folhas compostas por folíolos ovais-lanceolados, sub-sésseis e de bordas serrilhadas.

Bignônia-amarela não produz raízes agressivas por este motivo torna-se um excelente opção para arborização urbana, de praças, parques, áreas degradadas e ainda apresenta facilidade de germinação.

Em projetos de paisagismoBignônia-amarela é excelente para ser cultivada em:

  • Jardim no estilo contemporâneo.
  • Jardim no estilo tropical.
  • Jardim no estilo clássico.
  • Jardim no estilo francês.
  • Jardim no estilo italiano.
  • Calçadas.
  • Parques.
  • Pórticos.
  • Praças.

Há inúmeras formas de introduzir a Bignônia-amarela na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Isolada em gramados.
  • Isolada em gramados, com crescimento livre.
  • Conjunto ao longo de alamedas
  • Bonsai.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Devido a  Bignônia-amarela apresentar floração na cor amarela, a planta se integra com facilidade a espécies, nas cores:

  • Vermelha, laranja, amarela e branca.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

  1. ARBUSTO:    Hibíco amarelo. Camarão amarelo.
  2. TOUCEIRA:   Gladíolos.
  3. TREPADEIRA:   Sapatinho de judia. Alamanda amarela.

Dicas para o cultivo saudável da Bignônia-amarela:

  • Regue a planta apenas em períodos de grande estiagem, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno.
  • Cultive em solo fértil, arenoso, enriquecido com matéria orgânica.
  • Faça a poda de contenção da planta se houver necessidade, logo o termino da floração.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Bignônia-amarela, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Atrai polinizadores, devido a quantidade de flores.

 

Apresenta folhas compostas por folíolos ovais-lanceolados.

 

Os frutos são cápsulas glabras deincentes compridas e contém muitas sementes aladas.

 

Inflorescências terminais no formato tubular amarela.

 

Ipê de jardim excelente opção para arborização urbana.

 

A floração é maior nos meses mais quentes, mas pode perdurar durante o outono.

 

Ipê de jardim, não produz raízes agressivas.

Visite também os posts:

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

Parque do Ipiranga

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Melocactus zehntneri

Melocactus zehntneri, nome cientifico da especie conhecida popularmente como: Coroa-de-frade ou Cabeça-de-frade; Espécie da família das cactaceae originária da America do Sul, Brasil, planta perene de cultivo de sol pleno.

De formato arredondado o cacto Melocactus zehntneri tem um aspecto interessante. Suas flores são formadas no chapéu vermelho e cilíndrico sobre o tronco verde. Possui espinhos pontiagudos nas bordas dos gomos que formam o tronco. Nativo das regiões semi-áridas do nordeste, é pouco exigente quanto ao solo e à umidade.

Devem ser cultivados em substrato composto de areia e terra de jardim, sob sol pleno, sendo intolerante ao frio. As regas ficam por conta apenas das chuvas.

Podem ser cultivados em vasos como planta isolada ou em composição com outras cactáceas e suculentas diretamente em jardins; Não produz raízes agressivas

e apresenta facilidade de germinação.

Em projetos de paisagismoMelocactus zehntneri é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a Melocactus zehntneri na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Maciços, em jardins.
  • Isolada em jardins.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Conjunto ao longo de alamedas
  • Forração sob arvores.
  • Envasada em ambientes externos.

Devido a Melocactus zehntneri não apresentar floração exuberante, ela se integra com facilidade a espécies da família dos cactos e suculentas; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da Melocactus zehntneri:

  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.
  • Regue a planta apenas em períodos de grande estiagem, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • A especie não necessita de poda.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10. 2 vezes ao ano.

Siga estas dicas de cultivo e a  Melocactus zehntneri, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

 

 

Visite também os posts:

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

Parque do Ipiranga

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Amarelinho

Amarelinho, (Tecoma Stans). Espécie perene nativa das Américas; Conhecida também como: Amarelinho, Bignônia-amarela, Carobinha, Guarã-guarã, Ipê-amarelo-de-jardim, Ipê-mirim, Ipêzinho-de-jardim, Sinos-amarelos. Atinge em fase adulta de 3 á 4 metros de altura.

Amarelinho atrai polinizadores, devido a quantidade de flores que a espécie apresenta, com inflorescências terminais no formato tubular amarelas, muito parecidas com as do Ipê-amarelo (Tabebuia spp); A floração é maior nos meses mais quentes, mas pode perdurar durante o outono. Os frutos são cápsulas glabras deincentes compridas e contém muitas sementes aladas. Arvoreta bastante ramificada e apresenta folhas compostas por folíolos ovais-lanceolados, sub-sésseis e de bordas serrilhadas.

Amarelinho não produz raízes agressivas por este motivo torna-se um excelente opção para arborização urbana, de praças, parques, áreas degradadas e ainda apresenta facilidade de germinação.

Em projetos de paisagismo Amarelinho é excelente para ser cultivada em:

  • Jardim no estilo contemporâneo.
  • Jardim no estilo tropical.
  • Jardim no estilo clássico.
  • Jardim no estilo francês.
  • Jardim no estilo italiano.
  • Calçadas.
  • Parques.
  • Pórticos.
  • Praças.

Há inúmeras formas de introduzir a Amarelinho na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Isolada em gramados.
  • Isolada em gramados, com crescimento livre.
  • Conjunto ao longo de alamedas
  • Bonsai.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Devido a  Amarelinho apresentar floração na cor amarela, a planta se integra com facilidade a espécies, nas cores:

  • Vermelha, laranja, amarela e branca.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

  1. ARBUSTO:    Hibíco amarelo. Camarão amarelo.
  2. TOUCEIRA:   Gladíolos.
  3. TREPADEIRA:   Sapatinho de judia. Alamanda amarela.

Dicas para o cultivo saudável da  Amarelinho:

  • Regue a planta apenas em períodos de grande estiagem, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno.
  • Cultive em solo fértil, arenoso, enriquecido com matéria orgânica.
  • Faça a poda de contenção da planta se houver necessidade, logo o termino da floração.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Amarelinho, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Atrai polinizadores, devido a quantidade de flores. 

Apresenta folhas compostas por folíolos ovais-lanceolados. 

Os frutos são cápsulas glabras deincentes compridas e contém muitas sementes aladas.
Inflorescências terminais no formato tubular amarela.
Ipê de jardim excelente opção para arborização urbana.
A floração é maior nos meses mais quentes, mas pode perdurar durante o outono.
Ipê de jardim, não produz raízes agressivas.

Visite também os posts:

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

Parque do Ipiranga

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.