Tag: solo compactado

Margarida


Margarida,(chrysanthemum leucanthemum),  flor conhecida popularmente como: mal me quer, bem me quer, margarita, margarita maior e mal me quer bravo.

Espécie rústica, de fácil manutenção, que atrai grande número de polinizadores.

Apresenta pétalas que rodeiam o botão central de cor amarela; Folhas ovais e caules compridos, podendo atingir até um metro de altura.

A flor de margarida se fecha durante a noite e abre novamente quando o sol nasce.

Há várias classes de margaridas, nomeando diversas flores, pois há uma grande variedade de “Chrysanthemum”. As flores com aparência semelhante recebem o mesmo nome, Sendo as mais populares entre elas a margarida branca e a amarela.

Considerada flor que representa a: paz, bondade, afeto, pureza, juventude, virgindade, amor inocente e sensibilidade. Por este motivo é muito comum vê-la em arranjos florais.

Nome que vem do latim margarita, e significa “pérola”.

A margarida faz parte da infância de muitos, devido a brincadeira “bem-me-quer, mal-me-quer” feita com a flor.

Em projetos de paisagismo margarida é excelente para ser cultivada em:

  • Jardim no estilo tropical.
  • Jardim no estilo clássico.
  • Jardim no estilo francês.
  • Jardim no estilo italiano.
  • Jardim no estilo japonês.
  • Praças.

Há inúmeras formas de introduzir a margarida na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Maciços, em gamados.
  • Conjunto ao longo de alamedas.
  • Forração sob arvores.

Devido a  margarida apresentar floração na cor branca ou amarela,  a planta se integra com facilidade a espécies, nas cores:

  • Vermelha, laranja, amarela e branca.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:   Ipê branco.
  2. ARBUSTO:    Camarão amarelo.
  3. TOUCEIRA:    Lírio amarelo,   Olho de tigre.
  4. TREPADEIRA:    Sapatinho de judia,    Alamanda amarela.
  5. FORRAÇÃO:    Mal me quer.

Dicas para o cultivo saudável da margarida:

  • Regue a planta 1 vez na semana.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através de divisão de touceira.
  • Faça replantio da espécie a cada 1 ou 2 anos, conforme a necessidade que a planta apresentar.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  margarida, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.


Apresenta pétalas que rodeiam o botão central de cor amarela.

Espécie rústica, de fácil manutenção.

Visite também os posts:

Gengibre vermelho.

Afelandra

Cerejeira ornamental.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Callisia repens


Callisia repens, também conhecida popularmente como: dinheirinho, tostão e dinheiro em penca; Planta perene, nativa das Américas Central e do Sul, herbácea, rasteira,  que alcança de 5 a 15 cm de altura.

Apresenta folhagem densa e muito ornamental, formada por caule ramificado,  folhas cerosas, verde sendo na parte inferior arroxeada.

Textura aveludada e delicada, o que torna a espécie valorizada no paisagismo; Porém o  Callisia repens, não tolera pisoteio e cultivada sob sol pleno torna a planta com aspecto avermelhado.

Com grande popularização, devido a cresça de trazer sorte e dinheiro para quem recebe de presente uma muda da planta.

Em projetos de paisagismo Callisia repens, é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a Callisia repens na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Forração sob arvores.
  • Suspensas em cestos.
  • Cultivo entre pedras.
  • Forração de estruturas.

Devido a  Callisia repens, não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:    Pândano.
  2. ARBUSTO:   Pleomele.
  3. FORRAÇÃO:    Grama amendoim.

Dicas para o cultivo saudável do  Callisia repens:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • Realize mudas através de divisão de ramagens.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Dê espaçamento para o plantio de 30 cm entre as mudas e cultive bem rente ao muro.
  • Faça a poda de contenção da planta sempre que houver necessidade.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Callisia repens, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.


Apresenta folhagem densa e muito ornamental.

Textura aveludada e delicada.

Visite também os posts:

Cheflera.


Cerejeira ornamental.


Arvore do viajante.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Dendranthema grandiflorum


Dendranthema grandiflorum, nome cientifico da planta conhecida popularmente como: crisântemo, originário da Ásia, em especial China; Com cultivo há mais de 2.000 anos, como flor de jardim na Ásia.

Flor nacional do Japão, muito popular na indústria floral, onde a produção foi voltada inicialmente para o corte e posteriormente para plantas em vaso; Muito utilizada em arranjos florais, decoração de salão de festas, decoração de igrejas casamentos, confecção de coroa de flores.

Em projetos de paisagismodendranthema grandiflorum é excelente para ser cultivada em:

  • Consultório.
  • Escritório.
  • Ambientes internos.

Há inúmeras formas de introduzir o dendranthema grandiflorum na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Conjunto ou isolada em ambientes internos.

Dicas para o cultivo saudável do  dendranthema grandiflorum:

  • Regue a planta  1 vez na semana.
  • Cultive sob meia sombra ou sombra, quando cultivado em ambiente interno, necessita de boa luminosidade indireta.
  • Faça a poda drástica da planta quando cessar floração.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e o dendranthema grandiflorum, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.



Flor nacional do Japão.

Utilizada em arranjos florais.

Visite também os posts:

Afelandra

Lírio amarelo

Envie comentário.

Tire suas dúvidas

Curta no Facebook.

Siga no twitter.