Tag: sol pleno

Lírio amarelo


A popularidade do lírio amarelo se dá graças a seu fácil cultivo e a grande produção de flores, de cores fortes e chamativas. Com pequeno e médio porte , vem de encontro ao tamanho da maioria das casas e jardins dos dias de hoje. Lírio amarelo, nome científico de Hemerocallis flava.

Em projetos de paisagismo é cultivado em sol pleno ou meia-sombra, em caminhos e   canteiros; Como bordaduras ou maciços. O solo para o cultivo do lírio amarelo deve ser fértil e drenado; em três parte iguais de areia grossa, adubo orgânico e terra de barranco. O plantio é realizado através de divisão de touceiras ou bulbos.

O lírio amarelo na natureza crescem em locais próximos a veios d’água, que são úmidos durante boa parte do ano, porem, a grande maioria das plantas dessa família não desenvolveram resistência à estiagem, se mantendo bem com regas 2 vezes na semana.

No inverno perde grande parte de suas folhas e flores, mas após este período de hibernação, acorda produzindo muitas folhas e flores durante toda primavera/verão. Neste período reforce a adubação com fertilizante mineral, Npk 04-14-08. irá garantir uma grande produção de lírio amarelo em seu jardim.


Entorno da piscina com maciços de lírios.

Lírio amarelo cultivado sob sol pleno.

Lírios na bordadura do gramado e do caminho.

Lírio amarelo.

Lírio amarelo.

Visite também os posts:

NPK como usar?

Agapanto azulão

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Mil cores



O arbusto mil cores é de grande efeito ornamental. Apresenta folhas muito coloridas que nos remete a pinturas feitas no século XIX pelo artista Claude Monet. com pinceladas leves, que dava a suas obras aspecto de movimento.

A mil cores apresenta variedades que  podem ser mescladas de branco e rosa e ter folhas rubras ou totalmente brancas . Seu crescimento é moderado, podendo atingir 1,20 m de altura.  pode ser utilizada como renques,  bordadura, maciços ou cerca viva. Porem em vaso seu colorido se destaca ainda mais, pode ser cultivado sob sol pleno ou meia sombra. E sua mudas são vendidas por cerca de 20 reais.

A dica é cultivar em sua sala utilizando vasos e pendurar próximo, a obra de Monet-Campo de tulipas na Holanda 1886, ou O jardim do pintor em Giverny 1900. O efeito será revelador… mostrando toda a  proximidade do artista com a  natureza.


O jardim do pintor em Giverny 1900. Claude Monet.

Campo de tulipas na Holanda 1886. Claude Monet.

 

 

Estrela de Belém

Flor rara, de uma branco brilhante



que atrai o olhar dos mais desapercebidos é originária da região do Mediterrâneo. por este motivo foi batizada com este nome tão especial.

Se trata de uma herbácea bulbosa, tem folhas laminares verdes que podem atingir 50 cm de altura sua inflorescência ocorre na primavera , desponta inúmeras flores com seis pétalas formando uma estrela branca que muda de cor com o passar dos dias, indo para um amarelo suave.

Necessita de sol pleno para florescer, suas mudas são feitas através de bulbos, que devem ser plantados em solo arenoso, com uma parte de matéria orgânica para duas de areia. Enterrado a 5cm de profundidade o solo deve ser mantido úmido.

O resultado será uma surpreendente florada de estrelas de Belém em sua casa.