Tag: sol pleno

Iuca elefante


Nativa do México e Guatemala a Iuca elefante, (Yuca elephantipes), é espécie típica de clima tropical árido,  deve ser cultivada sob sol pleno, em solo arenoso, acrescido de matéria orgânica, com rega uma vez na semana.

Trata-se de uma espécie, que não necessita de muitos cuidados; Ideal para ser cultivada em parques, praças, jardins empresariais e de condomínios ou ainda para pessoas que gostam de cultivar plantas em casa, porem não dispõem de muito tempo para seus cuidados.

A Iuca elefante pode atingir até 10 metros de altura, se cultivada no solo. Porém quando plantada em vaso seu crescimento fica restrito, devido sua raiz não ter espaço para se desenvolver.

Esta espécie é muito ornamental, com folhas de um verde brilhante e inflorescência terminal em forma de cachos com flores branca e cerosa.

A Iuca elefante é uma espécie que tem presença garantida na vida de pessoas modernas e práticas, pois trata-se de uma planta de fácil manutenção.


A Iuca elefante pode atingir até 10 metros de altura.

iuca elefante.

Iuca com inflorescência branca.

Iuca elefante.

Visite também o post:

Pata de elefante

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Zínia


A Zínia é uma flor que nos lembra margarida por diversos aspectos. Pode ser encontrada nas cores: branca, laranja, salmão, vermelho claro e vermelho escuro. Esta espécie pode ser cultivada em vasos ou jardineiras.

Porém é uma planta perfeita para compor maciços e bordaduras, de canteiro e caminhos. Com a opção de cultivar em uma única cor ou realizar combinações entre as 5 cores existentes. Uma dica para aumentar a produção de flores na planta é assim que a flor da haste murchar retire-a, isto fará que a zínia estimule a brotar outra flor no local.

Por se tratar de uma espécia anual, seu cultivo de ser renovado a cada 6 meses. Sendo própria para o plantio somente  na Primavera, pois esta planta não flore no Inverno, porém nas estações Primavera/Verão você terá um canteiro repleto de flores coloridas e resistentes.

Nativa do México,a zínia é  herbácea típica de clima tropical, deve ser cultivada em sol pleno, em solo arenoso e bem drenado. Um bom substrato para o cultivo desta planta é uma parte de areia, uma parte de terra de barranco,  (terra livre de pragas), e uma parte de humos de minhoca, com espaçamento de 20 cm de uma muda para outra. Com rega uma vez por semana, pois seu sistema radicular é sensível a excesso de água.


Maciços em zínia na cor vermelha e laranja. Foto revista natureza.

Canteiro de zínias.

Zínia vermelha.

Visite também os posts:

Lírio amarelo

Pândano.


Iuca elefante.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

Helicônia papagaio


Helicônia papagaio, é planta nativa da mata atlântica do Brasil, a herbácea caetê, também conhecida como helicônia papagaio, com inflorescência que variam em tons entre:

  • vermelho.
  • laranja.
  • amarelo.

Com tamanho que pode atingir de 1 a 2 metros de altura. Muito utilizado em projetos paisagístico, em jardim de estilo tropical, devido a beleza de suas flores e folhas, muito resistentes e com uma estrutura ideal para compor maciços no jardim ou renques próximos a muros ou paredes. A helicônia papagaio, atrai pássaros como beija flor e borboletas.

Cuidados que a helicônia papagaio necessita:

  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Plante em local com pouco vento, para que suas folhas não se rasquem.
  • Em solo rico em matéria orgânica.
  • Regue 2 vezes na semana.
  • Alterne a adubação da helicônia papagaio com fertilizante mineral, Npk 04-14-08. com adubo orgânico de humos de minhoca.

Estes cuidados vão garantir uma planta florida por toda a primavera/verão, deixando o ambiente agradável e colorido.


Maciço de helicônia na beira da piscina, ideal pois não caem as folhas.

Helicônia papagaio tem efeito decorativo muito bom.

Helicônia papagaio na cor laranja.

Helicônia papagaio em tom rosado.

Visite também os posts:

Bananeira vermelha

Helicônia rostrata.

Estrelítizia.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.