Tag: projetos de paisagismo

Dracena vermelha

Dracena vermelha, ( Cordyline terminalis) Também conhecida como: Dracena-vermelha, Coqueiro-de-Vênus, Cordiline.

Nativa dos países como : Índia, Ásia, Polinésia e Malásia; Planta arbustiva, perene de folhagem ornamental, que pode atingir até 2 metros de altura; Espécie hibridada originalmente da dracena vermelha que originou espécies com folhagens estreitas, listradas em diversos tons de: bege, vinho, branco e rosa.

Opção para arborização urbana, de praças, parques, áreas degradadas e ainda combinações com outras espécies capazes de criar contrastes com plantas de outras cores, formas e tamanhos; Espécie de fácil manutenção, apresenta facilidade de germinação é muito utilizada em projetos de paisagismo, em locais onde ocorre grande circulação de pessoas, como por exemplo jardins de: comércios, shoppings, praças etc. Não produz raízes agressivas.

Em projetos de paisagismo Dracena vermelha é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a Dracena vermelha na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Maciços, em gramados.
  • Isolada em gramados, com crescimento livre.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Conjunto ao longo de alamedas
  • Conjunto ou isolada em ambientes internos ou externos.
  • Cerca viva.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Devido a Dracena vermelha não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da Dracena vermelha:

  • Cultive sob sombra ou meia sombra. (Quando cultivada sob sol pleno a espécie sofre grande prejuizo na qualidade das folhas).
  • Cultive em solo fértil e bem drenado, enriquecida com composto orgânico e areia.
  • Realize mudas através da separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • A especie não necessita de poda.
  • Realize limpeza da planta, retire folhas e raízes velhas, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a Dracena vermelha apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Dracena vermelha, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Maciços, em gramados. 

,

Visite também os posts:

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Bromélia

Pândano

Gengibre vermelho.

Babosa de arvore.

Pleomele.

Afelandra

Helicônia papagaio

Lírio amarelo

 

Projeto de Paisagismo

O projeto paisagístico de um empreendimento diz respeito à definição não so­­mente de espécies de plantas, mas de características de pisos, elementos como:

  • Pergolados de madeira.

  • Espelhos d´água.

  • Fontes.

  • Áreas de playground.

  • Iluminação.

A atividade é desenvolvida por paisagistas ou arquitetos/paisagistas. Pesquisas do mercado imobi­­liário dos Estados Unidos, por exem­­plo, mostram que o paisagismo valoriza os imóveis entre 10 e 30% e que investimentos neste setor dão retorno de 100 a 200% mais que o normal; Não temos estudo semelhante no Brasil, mas especialistas acreditam que resultados parecidos possivelmente ocorrem por aqui.

O paisagismo não só encanta; Mas principalmente é o que dá vida ao concreto madeira e vidros empregados na obra. Em todo lugar o verde humaniza os ambientes.

As pessoas buscam pelas áreas externas e os projetos de paisagismo nestes espaços agregam grande valor, porém não podemos esquecer que os projetos contemporâneos tem se mostrado cada vez mais na parte interna das residencias, apartamentos, empreendimentos comercial e industrial.

Ao receber o projeto de um empreendimento residencial ou comercial cabe ao paisagista criar com base no que será construído, como áreas disponíveis e perfil de moradores. Os projetos, são diferentes quando adequados a um local onde circularão predominantemente adultos ou muitas crianças. São definidos acessos, caminhos, tipos de pisos para cada área, espaços de recreação e áreas verdes. Neste pacote, o mais simples é a definição das plantas.

Alguns canteiros toleram plantas renováveis, mas ficam muito bonitas apenas em determinadas épocas do ano. Se forem adotadas estas condições, devem ser para projetos de áreas pequenas. Temos centenas de plantas adaptadas ao nosso clima, dentro de uma média razoável de valor. Pode-se desenvolver projetos nos quais resistam pelo inverno todo.

Perto de uma quadra de esportes, por exemplo, é melhor ter espécies de plantas mais rusticas e resistentes. O mesmo para o verão, para manterem a sombra em áreas para relaxar. Utilize elementos de destaque, como palmeiras e grandes arbustos, para não deixar os ambientes monótonos. É interessante criar sobrevida com elementos de alturas e portes diferentes, porque é o que confere identidade ao jardim.”

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil. 

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

 

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

 

Visite também os posts:

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

Parque do Ipiranga

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

 

 

Anturio branco

O antúrio, (Anthurium andraeanum), planta nativa da Colômbia, espécie perene e rústica, de fácil manutenção. A flor do Antúrio se apresenta em formato bem pequeno, alcançando o tamanho da cabeça de um alfinete. A parte colorida e exótica, que normalmente chamamos de flor é na verdade a inflorescência da planta.

Planta é empregada com tradição em projetos de paisagismo, na decoração de interiores, é cultivada em vasos, ou ainda compõem maciços e bordaduras em jardins externos. Espécie  ideal para o cultivo sob meia sombra ou sombra, em locais  menos iluminados do jardim.

antúrio passou por um grande processo de melhoramento genético, onde proporcionou diversas variedades, com portes menores que a planta tradicional e flores de diversas cores, como por exemplo:vermelho, rosa, salmão, chocolate, verde e branca.

Dicas de cuidados que o antúrio necessita:

  • Realize rega 2 vezes na semana.
  • Cultive sob meia sombra ou sombra.
  • Plante em substratos ricos em matéria orgânica, como: fibra de coco, misturado com terra vegetal.
  • Realize mudas através de divisão de touceira.
  • Faça limpeza e replantio a cada 2 anos, retire folhas e raízes velhas, para revitalizar a planta.

Visite também os posts:

Iluminação para orquídeas.

Orquídea bambu.

Talude

Pergolado

Mesa de madeira rústica

Pergolado de bambu

Decoração com caixas de feira

Decoração com paletes

Mil folhas.

Malicia.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.