Tag: planta arbustiva

Dracena vermelha

Dracena vermelha, ( Cordyline terminalis) Também conhecida como: Dracena-vermelha, Coqueiro-de-Vênus, Cordiline.

Nativa dos países como : Índia, Ásia, Polinésia e Malásia; Planta arbustiva, perene de folhagem ornamental, que pode atingir até 2 metros de altura; Espécie hibridada originalmente da dracena vermelha que originou espécies com folhagens estreitas, listradas em diversos tons de: bege, vinho, branco e rosa.

Opção para arborização urbana, de praças, parques, áreas degradadas e ainda combinações com outras espécies capazes de criar contrastes com plantas de outras cores, formas e tamanhos; Espécie de fácil manutenção, apresenta facilidade de germinação é muito utilizada em projetos de paisagismo, em locais onde ocorre grande circulação de pessoas, como por exemplo jardins de: comércios, shoppings, praças etc. Não produz raízes agressivas.

Em projetos de paisagismo Dracena vermelha é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a Dracena vermelha na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Maciços, em gramados.
  • Isolada em gramados, com crescimento livre.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Conjunto ao longo de alamedas
  • Conjunto ou isolada em ambientes internos ou externos.
  • Cerca viva.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Devido a Dracena vermelha não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da Dracena vermelha:

  • Cultive sob sombra ou meia sombra. (Quando cultivada sob sol pleno a espécie sofre grande prejuizo na qualidade das folhas).
  • Cultive em solo fértil e bem drenado, enriquecida com composto orgânico e areia.
  • Realize mudas através da separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • A especie não necessita de poda.
  • Realize limpeza da planta, retire folhas e raízes velhas, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a Dracena vermelha apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Dracena vermelha, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Maciços, em gramados. 

,

Visite também os posts:

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Bromélia

Pândano

Gengibre vermelho.

Babosa de arvore.

Pleomele.

Afelandra

Helicônia papagaio

Lírio amarelo

 

Ardisia crenata


Ardisia crenata, nome cientifico da planta também conhecida como Ardísia e café de jardim, arbusto da família da Myrsinaceae, espécie originária da Ásia, China e Japão; E chega atingir até 1,5 m de altura, planta perene, com ramagem ereta e ramificada, que apresenta folhagem e frutos decorativos.

Durante todo ano a planta apresenta pequenos cachos com frutos vermelho intenso, que  permanecem até a próxima florada, que lembram muito o fruto do café maduro; Na primavera a planta apresenta delicadas flores brancas estreladas, hermafroditas, de crescimento moderado.

Os frutos da Ardisia crenata tem boa capacidade de germinação e se propaga facilmente, pois surge mudinhas novas, junto ao tronco.

Ardisia crenata é de fácil manutenção, apresenta pouca quantidade de raízes, não profundas e tem boa adaptação em canteiros rasos, vasos e jardineiras.

Ardisia crenata é ideal para ser introduzida na decoração de interiores, a planta não suporta receber raios solares diretos, pois queimam suas folhas; Seu cultivo deve ser em ambientes bem iluminados, como sacadas, halls e próximos a janelas para receber grande quantidade de luz.

Em projetos de paisagismo a planta pode ser cultivada em:

  • Jardim no estilo japonês.
  • Jardim no estilo tropical.
  • Jardim no estilo contemporâneo.

E se destaca quando cultivada isolada em jardim, porém com atenção na luminosidade, cultive sob árvores, rente a muros; Locais de meia sombra.

Dicas para o cultivo saudável da Ardisia crenata:

  • Regue a planta  1 vez na semana.
  • Cultive sob meia sombra ou sombra.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Realize mudas através de sementes.
  • Realize limpeza da planta, retire folhas e galhos velhos, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz na terra de cultivo.

Seguindo estas dicas e cuidados, a Ardisia crenata se manterá com boa aparência e livre de doenças e pragas, trazendo vida e colorido para ambiente.


Tem boa adaptação em canteiros rasos, vasos e jardineiras.

 

Durante todo ano a planta apresenta pequenos cachos com frutos vermelho intenso.

Apresenta folhagem e frutos decorativos.

Visite também os posts:

Iluminação para orquídeas.


Orquídea bambu.


Estufa para plantas.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Lantana câmara mutabilis


Lantana câmara mutabilis, nome cientifico da planta conhecida popularmente como lantana, nativa da América Tropical. E apresenta por volta de 500 espécies diferentes, com uma infinidade de cores, com plantas rasteiras e arbustiva.

A inflorescência é o destaque da Lantana câmara mutabilis, compostas por numerosas flores em  formato de pequenos buquês, em cores variadas, com um suave e agradável perfume. Com folhas muito pilosas na cor verde escuro.

Planta que floresce desde a primavera até o outono. De crescimento rápido, e muito resistente a pragas. A planta da espécie lantana câmara mutabilis, apresenta a peculiaridade de florir em vários tons e cores diferentes na mesma planta.

Com um efeito ornamental espetacular, muito utilizada em projetos de paisagismo urbano, como: canteiros de avenidas, praças, parques e jardins.

Porém em estado selvagem a lantana câmara é planta invasora em culturas de: palmeiras, coco, café, algodão e pastagens. Suas folhas e sementes são tóxicas para o gado e quando ingere a planta apresenta distúrbios gastrintestinais e fotossensibilização. O que torna a planta nestas regiões de agricultura e pecuária alvo de controle biológico e químico.

Dicas de cuidados no cultivo da lantana câmara mutabilis:

  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Regue a cada 10 dias pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno, porém a lantana câmara mutabilis é uma planta que tolera bem o frio.
  • Faça a poda a planta no início do inverno.
  • Realize mudas através de sementes ou estacas aproveitadas da poda.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.


 

A inflorescência é o destaque da Lantana câmara mutabilis.

Com um efeito ornamental espetacular.

Lantana câmara mutabilis, apresenta a peculiaridade de florir em vários tons e cores.

Visite também os posts:

 

Zínia.


Pergolado de bambu.


Orquídea bambu.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.