Tag: placas de fibra de coco

Orquídeas, qual o vaso e temperatura ideal ?


Não é recomendado o uso de vasos com tamanhos muito maiores do que a planta. pois há necessidade em imitar o ambiente em que a planta se desenvolve na natureza, como: encaixes em arvores, pequenos espaços entre galhos, entre pedras, sob rochas, etc…

O ideal é o cultivo em de vasos de barro, vasos de fibra de coco, caixinhas de madeira, opções ecológicas em que se consegue aproximar muito a planta ao seu ambiente natural. Algumas espécies de orquídeas tem preferência por serem cultivadas em:

Troncos e pedras: Cattleya walkeriana

Troncos, pedaços de madeira, lascas de bambu e arvores. Cattleya nobillor.

Altamente resistente se desenvolve bem em pouco espaço, caixinha de madeira ripada próprias para orquídeas, vaso pequeno com pouco substrato, placas de fibra de coco, troncos de arvore: Cattleya schilleriana e a Cattleya aclandiae coerulea.

Vasos ricos em substrato as espécies de Oncidium sharry baby desenvolvem-se melhor.

 

Temperaturas:

 

As orquídeas toleram grandes variações de temperatura, entre 10 a 40 º C; Porém a temperatura ideal fica em torno dos 25 graus.

Entretanto há as orquídeas que preferem temperaturas mais altas, ideal para serem cultivadas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, como por exemplo:

  • Phalaenopsis.
  • Vanda.

Já as temperaturas mais amenas, se adaptam muito bem na região Sul do pais; São elas:

  • Miltonias.
  • Cymbidiums.
  • Paphilopedilum.


Oncidium sharry baby, deve ser cultivada em vasos ricos em substrato.

Orquídea Cymbidium, ideal para o cultivo em temperatura amena.

Orquídea Phalaenopsis, ideal para o cultivo em temperatura mais altas.

Denphalis vinho.

Visite também os posts:

 

Orquídea bambu.


Jardim Botânico.


Orquideas.


Iluminação para orquídeas.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

Bilbérgia aleluia


A origem da bilbérgia aleluia provém de cruzamentos que lhe deram folhagem viva com cores rosa púrpura, salpicado de manchas creme e branca. A pigmentação confere um efeito exclusivo para a bilbérgia aleluia e quanto mais exposta a luz, maior é sua a quantidade de manchas.

A bilbérgia aleluia é uma planta perene e se desenvolve melhor sob sol pleno nas regiões de clima subtropical ou sob meia-sombra nas regiões de clima tropicais. Esta bromélia tem sua inflorescência no inverno, onde surgem inúmeras flores esverdeadas envoltas por brácteas vermelhas que duram de 3 a 5 dias. Pode ser cultivada na forma de:

  • Maciços.
  • Vasos.
  • Jardineiras.
  • Arvores de bromélias.
  • Placas de fibra de coco.

Planta ideal para jardins verticais e jardim de inverno. Muito utilizada por paisagistas devido o contraste muito interessante e vistoso no jardim.

dica é utilizar na composição de maciços conjugada com a tillandsia cyanea , pois com hastes florais rosadas e suas pequenas flores roxas dão um tom especial no conjunto de plantas exóticas.

Ambas são plantas rústicas, de pouca rega, sendo necessário uma rega a cada 8 dias. Prepare o solo com  substratos leves, arenosos e com pouca capacidade de retenção de água. Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08. para garantir que a bilbérgia aleluia e a  tillandsia cyanea fiquem livres de pragas e doenças e tenham boa florada.


Bilbérgia aleluia, quanto mais sol em suas folhas mais manchas aparecem.

Tillandsia com hastes rosadas com flor roxa.

Florada da tillandsia beleza exótica.

Visite também o post:

Pândano

Madresilva


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.