Tag: NPK 10-10-10

Cica

A cica fêmea, (Cycas cincinalis e Cycas revoluta) é uma espécie nativa de: Madagascar e África tropical, atinge até 3 metros de altura; Espécie semi lenhosa, com a existência de dois gêneros: macho e fêmea, onde apresenta folhas longas, curvadas na extremidade, brilhantes e rígidas. Com vida longa e de crescimento lento, (aproximadamente 1 a 2 cm por ano), o que lhe garante alto preço no mercado.

Planta da família das palmeiras, (Arecaceae); A cica fêmea é muito utilizadas em projetos de paisagismo; Indicada para local onde o fluxo de pedestres é intenso, pois a planta possui grande resistência e beleza, e necessita de espaço para as folhas e estrutura de porte grande.

A florada da cica fêmea ocorre no verão e a planta costuma exalar no final de dezembro um aroma característico, notado a grande distâncias.

Para realizar reprodução através de sementes, apresenta grande dificuldade, pois a chances das sementes estarem fecundas são quase mulas, pois é necessário a presença das espécies macho e fêmeas em cultivo muito próximo; Já os brotos laterais que nascem entorno da planta mãe, são de fácil cultivo. Os brotos retirados devem receber rega constante e armazenado á meia sombra.

cica fêmea trata-se de espécie de clima quente, não tolera sombra ou ambientes fechados, pois ocorre proliferação da colchonilha em suas folhas, deixando a planta com manchas amarelas e pode até causar a morte da planta.

Em projetos de paisagismocica fêmea é excelente para ser cultivada em:

  • Jardim no estilo contemporâneo.
  • Jardim no estilo tropical.
  • Pórticos.

Há inúmeras formas de introduzir a cica fêmea na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Maciços, em gamados.
  • Isolada em gramados.

Devido a cica fêmea não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da cica fêmea:

  • Regue a planta duas vezes na semana na primavera e verão e uma vez  no outono inverno; Mas suspenda a rega na temporada de chuva.
  • Cultive sob sol pleno, porém a lantana é uma planta que tolera bem o frio.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através da separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • Realize limpeza da planta, retire folhas velhas, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  cica fêmea, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Visite também o post:

Aprenda a utilizar o NPK na adubação de suas plantas


As plantas retiram do solo a maior parte de seus nutrientes. E ao longo de sua vida, cada uma delas necessitam de diferentes tipos de “alimento”, porém o NPK é um adubo mineral, sintetizado pela industria.

E seu uso facilita adubação, por conter os nutrientes que as plantas mais necessitam para um crescimentos saudável. Descubra o que é o NPK:

  • (N) Nitrogênio- é responsável pela formação e crescimento da parte verde das plantas (caule e folhas).
  • (P) Fosforo- garante o surgimento de flores e frutos.
  • (K) Potássio- responsável pela formação de raízes, fortifica a planta, para combater pragas e doenças, e resistir á variações de clima, até a seca.

Ao comprar adubos minerais, observe que eles trazem marcação da quantidade de cada elemento de NPK. Que se divide em três grupos mais usados.

NPK  04-14-08.

NPK 10-10-10.

NPK 25-25-25.

Para saber qual dos 3 tipos se encaixa nas necessidades de suas plantas, siga uma regra simples.

  • Para as palmeiras,  pinheiros, folhagens, cactos, suculentas, gramas e todas as outras plantas que não tem flores ou frutos, deve ser utilizado o adubo NPK 10-10-10.
  • Para as arvores frutíferas ou espécies que apresentam flores, o apropriado é o NPK 04-14-08.
  • E finalmente o NPK 25-25-25 é recomendado para o uso em plantas cultivadas em hidroponia.

Com esta dica você verá que suas plantas iram responder melhor as adubações realizadas daqui por diante. E lembre-se que o correto é realizar a adubação a cada 3 meses no Outono/Inverno; E todo mês na Primavera/verão.

Na proporção de 2 colheres de sopa, para cada 10 quilos de terra. Instale o adubo NPK afastado das raízes da planta, para que não as queime. Para plantas cultivadas em vaso deposite o mais próximo do vaso que puder; E plantas cultivadas no solo, coloque o adubo a 20 cm de distância das raízes.


Visite também os posts:

Cadeira americana.


Recicle janela de madeira.


Mesa de madeira.


Decoração com paletes.


Patina de demolição.

Projetos e cultivo de jardins.


Adubo orgânico.


Ponto cardiais e cultivo de plantas.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

 

Tamareira de jardim


A tamareira de jardim (Phoenix roebelenii), é uma palmeira nativa do Vietnã e Tailândia, espécie perene, da família das Arecaceae. E de acordo com cada região do Brasil a planta apresenta nome diferente, como: fênix, palmeira-anã, palmeira-fênix, tamareira-anã e finalmente tamareira de jardim.

INFLORESCÊNCIA da planta se dá em grande quantidade, com pequenas FLORES amarelas, que dão origem a frutos amarronzados, do tipo drupa, muito apreciados pelos pássaros.

A tamareira  de jardim mede entre, 2 a 4 metros de altura e apresenta crescimento moderado a lento. No paisagismo a espécie deve ser cultiva isolada; Porém na natureza, por vezes aparece em touceira, com vários troncos que partilham do mesmo sistema radicular. Sua BELEZA é muito valorizada nos parques, avenidas, grandes jardins residenciais e comerciais. Sendo uma palmeira muito utilizada em projetos de paisagismo no estilo tropical e contemporâneo.

CULTIVE a tamareira de jardim sob sol pleno e meia sombra, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica; Espécie que necessita de sol e calor para o seu pleno desenvolvimento; Tolerante a seca e a salinidade do solo. As mudas são realizadas através das sementes de seus frutos.

Cuidados no cultivo da tamareira de jardim:

  • Retire as folhas velhas, para estimular o crescimento da folhagem nova e reduzir o volume da copa.
  • Utilize muita cautela neste procedimento, pois a planta apresenta espinhos na base das folhas.
  • Regue uma vez na semana, a planta não necessita de uma grande quantidade de umidade no solo.
  • Adube com fertilizante químico NPK 10-10-10. Como utilizar


Conjunto de tamareiras de jardim cultivadas sob sol pleno.

Tamareira de jardim cultivada sob sol pleno.

Tamareira de jardim com cachos de frutos.

Cachos de frutos da tamareira de jardim.

Frutos da tamareira de jardim.

Frutos da tamareira de jardim.

Visite também os posts:

Pândano

NPK como usar?

Parque da cidade de Jundiaí

Lírio amarelo

Areca bambu.

Cica.

Estufa para plantas

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

 


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.