Tag: mudas

Sapatinho de jundia


O sapatinho-de-judia, (Thunbergia mysorensis), apresenta uma folhagem e inflorescência de grande exuberância, trata-se de uma trepadeira da família da tumbérgia, compostas de flores que nascem em formato de grandes cachos, que se abrem de 5 a 7 flores de cada vez, fazendo com que o cacho apresente flores por mais de um mês seguido.
Com flores são formadas de um mesclado de amarelo e marrom. Com folhagem que também auxilia no destaque das flores, devido ao verde escuro que as folhas apresentam; Com pequena queda de folhas no outono inverno, ajuda na conservação da limpeza do ambiente em que for cultivada.

Apropriada para cobrir pérgolados, onde a inflorescência pendente fica destacada. Atrai grande quantidade de beija-flores e borboletas. Utilizada em projetos de paisagismo em estilo tropical; Deve ser cultivada em locais com espaço para reproduzir suas flores que nascem penduradas em grandes cachos, com grande quantidade de flores.

Cuidados que o sapatinho de judia necessita:

  • Plante em substratos ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através de estaquias
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Regue a cada 10 dias pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno, ou meia sombra, a planta não tolera frio.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.


Areca bambu


A palmeira, (Dypsis lutescens), é uma planta nativa de Madagascar, do gênero das palmeiras. As inflorescências são ramificadas, com numerosas e pequenas flores de cor branca, muito perfumadas. Os frutos são verde amarelados se tornando arroxeados enquanto madurão e suas folhas são grandes, verdes e recurvadas.

A areca bambu trata-se da palmeira mais utilizada nos projetos de paisagismo tropical, devido sua versatilidade na forma de cultivo:

  • No jardim em forma de touceira com porte arbustivo, (muitos caules e atinge até 3 metros de altura).
  • No jardim como espécie isolada, (poucos caules, 2 a 3 e chega atingir até 9 metros de altura).
  • Em vaso, na decoração de interiores, (em touceiras ou espécie única). Com crescimento de no máximo 2 metros de altura.

Em touceira a areca bambu é uma planta de fácil manutenção. Porém como espécie isolada, a planta necessita de constante manutenção, com retirada de mudas que nascem na base da planta e deve ser realizada sempre que surgirem novas brotações, para que os estipes selecionados ganhem vigor e sobressaiam.

A areca bambu é tolerante ao sol pleno e crescer muito nestas condições, porém fica com as folhas amarelada e queimadas. A planta responde  melhor e apresenta folhas mais vistosas se for cultivada em meia sombra ou sombra sob luz difusa.

As plantas cultivadas em vaso necessitam permanecer um período em ambientes externos à meia sombra, esta ação simples garante a planta que fique livre de pragas.

Cuidados que a areca necessita:

  • Cultive em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica
  • Regue a cada 10 dias, molhando as folhas, para que não se instale pó ou fuligem e as folhas fique seu o brilho peculiar.
  • Adube com fertilizante mineral NPk 10-10-10.
  • Realize mudas por divisão de touceiras já enraizadas.
  • Retire galhos e folhas velhas da planta.


Inúmeras mudas nascem na base da planta.

Touceiras de areca bambu, cultivadas sob meia sombra.

Cultivo da areca bambu em forma de touceira.

Folha da areca bambu.

Detalhe da folha da areca bambu, com pequeno inseto.

Visite também os posts:

Pândano.


Tamareira.


Cica.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

 

Dicas para confeccionar bordas de canteiros


Para realizar esta tarefa, com sucesso, escolha bem o local para aquisição das mudas; Pois quando as mudas não são de boa procedência, a qualidade do jardim fica prejudicada, e corre o risco de sofrer infestações de doenças e pragas.

Uma dica importante para adquirir mudas com maior segurança é que observe se as mudas apresentam algum cheiro específico, como por exemplo de fumo de corda, pois isso é um indício que as mudas passaram por processo de infestação de pragas, portanto corre o risco de ainda haver algum tipo de  praga. Portanto é recomendável que não as adquira.

As espécies para forração são vendidas separadamente ou em caixas com 12 há 15 mudas, em todas as floras da cidades, porém uma dica imperdível é que você conheça a feira de flores da CEAGESP, onde você tem contato com as mais variadas espécies de mudas, com o melhor preço e qualidade incontestável.

Feira de Flores em São Paulo
terças e sextas-feiras: 5h às 10h30 no Pavilhão MLP
Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina

Maiores informações: CEAGESP

Para o canteiro adquirir um aspecto profissional é necessário que alem do cultivo das espécies principais, de maior destaque, também seja introduzido bordas com forrações,  junto a estas espécies;  As bordas podem ser realizadas com as seguintes forrações:

  • Mudas de espécies rasteiras:

Margaridas africanas, lobélias, trevo de quatro folhas, lantana branca, lantana amarela, coloridas ou até mesmo grama amendoim, são um bom exemplo para o cultivo.

  • Mudas de espécies com pequeno porte:

Lavanda, celosia, zínia, astro-melia amarela, laranja ou vermelha, lírios, cravo anão, maranta zebrada, etc…

  • Materiais naturais:

Casca de pinos triturada, pedras brancas, seixos de rio, argila expandida, etc…

Para um melhor efeito visual , adquira espécies ou materiais que contrastem com o verde do gramado. Um projeto de jardim, com baixa manutenção, é necessário introduzir como forração, plantas e flores que não requerem muitos cuidados ou ainda materiais naturais. Espécies que duram  mais do que uma estação, fará com que  seu trabalho se mantenha por mais tempo. A maioria das espécies que florescem, (quando bem cultivadas), enfeitam o jardim desde o inicio da primavera até o final do outono.

Para ter um bom impacto visual, a borda do canteiro não necessita ser larga ou complexa. Basta escolher três a quatro espécies, para realizar um efeito colorido e alegre nos canteiros, as bordas transformam por completo, as características dos canteiros, dando harmonia, equilíbrio e beleza em todo o conjunto de plantas cultivadas, integrando as espécies de tamanhos diferentes e organizando todo o espaço do jardim.


Caixas de mudas, de espécies para forração.

São inúmeras as espécies pra forração.

Para ter flores por mais tempo em sua casa, adquira mudas com os botões das flores ainda fechados.

Celosia, forração com cores vibrantes.

Visite também os posts:

Zínia


Maranta zebrada


Trevo de quatro folhas

Cravo anão


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.