Tag: maciço

Madressilva

A madressilva é uma especie entouceirada, também conhecida como: alstroeméria, lírio-de-luna, lírio-dos-incas, lírio-peruviano, madressilva-brasileira, madressilva-da-terra, madressilva-de-canteiro.

Planta perecível, que necessita realizar o replantio após o termino da floração, se desejar um cultivo de qualidade, pois a espécie diminui o vigor após florir.

Nativa do Brasil, a madressilva possui aroma semelhante ao da trepadeira madressilva; Com porte que chega a medir 50 cm de altura e folhas verdes que caem na época da florada.

O cultivo da madressilva pode ser realizado em vasos, canteiros, renques próximo á  muros ou ainda em forma de maciço, introduzida em projetos de paisagismo em jardim de estilo tropical.

Se deseja cultivar espécies que exalam aromas, conheça duas espécies, com cheiros semelhantes, porém, com estruturas bem diferenciadas. Se optar pelo plantio irá introduzir em seu projeto de paisagismo espécies que aguçam além do sentido visual o do olfato também.

Dicas para o cultivo saudável da madressilva:

  • Regue a planta 1 vez na semana.
  • Cultive sob meia sombra.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através de divisão de touceira, durante o repouso vegetativo, no início do Outono.
  • Faça replantio da espécie a cada 1 ou 2 anos, conforme a necessidade que a planta apresenta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.

 

 

 

Cavalinha


Cavalinha, (Equisetum spp), popularmente conhecida como:  Cauda-de-cavalo, Cauda-de-raposa, Equisseto, Erva-de-canudo e Milho-de-cobra; Nativa África esta folhagem medicinal atinge de 0,4 cm á 2,0 metros de altura.

Folhagem perene, aquática, muito indicada para o cultivo como planta palustre, sob meia sombra ou sol pleno em local úmido em terra rica em matéria orgânica.

Da mesma família das samambaias, a cavalinha apresenta uma  interessante opção de cultivo, por se tratar de uma espécie rústica e  altamente ornamental; Uma curiosidade sobre a planta é que a fotossíntese é realizada pelas hastes ocas e articuladas.

A cavalinha trata-se de planta medicinal, utilizada em forma de chá é recomendada como diurético; É indicada para a composição com outras plantas na beira de fontes, lagos, piscina e taludes.

Em projetos de paisagismo cavalinha é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a cavalinha na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Maciços, em gramados.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Cerca viva.
  • Renque.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.
  • Planta medicinal.
  • Confecção de arranjos florais.

Devido a cavalinha não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:    Pândano,    Podocarpo.
  2. ARBUSTO:   Pleomele,      Orquídea bambu, Pescoço de cisne.
  3. TOUCEIRA:    Bambusa, Formio, Clorofito,    Lança de jorge.

Dicas para o cultivo saudável da cavalinha :

  • Regue a planta  1 vez na semana.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através de divisão de touceira
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  cavalinha, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.


Espécie rústica e altamente ornamenta.

A planta realiza fotossíntese pelas hastes ocas e articuladas.

Cultivo indicado como planta palustre, sob meia sombra ou sol pleno.

Planta medicinal, utilizada em forma de chá é recomendada como diurético.

Visite também os posts:

Pândano Gengibre vermelho. Arvore do viajante. Jardim desértico

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Equisetum spp


Equisetum spp, nome cientifico da planta popularmente conhecida como:  Cavalinha, Cauda-de-cavalo, Cauda-de-raposa, Equisseto, Erva-de-canudo e Milho-de-cobra; Nativa África esta folhagem medicinal atinge de 0,4 cm á 2,0 metros de altura.

Folhagem perene, aquática, muito indicada para o cultivo como planta palustre, sob meia sombra ou sol pleno em local úmido em terra rica em matéria orgânica.

Da mesma família das samambaias, a  Equisetum spp apresenta uma  interessante opção de cultivo, por se tratar de uma espécie rústica e  altamente ornamental; Uma curiosidade sobre a planta é que a fotossíntese é realizada pelas hastes ocas e articuladas.

A cavalinha trata-se de planta medicinal, utilizada em forma de chá é recomendada como diurético; É indicada para a composição com outras plantas na beira de fontes, lagos, piscina e taludes.

Em projetos de paisagismo Equisetum spp é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a cavalinha na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Maciços, em gramados.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Cerca viva.
  • Renque.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.
  • Planta medicinal.
  • Confecção de arranjos florais.

Devido a  Equisetum spp não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:    Pândano,    Podocarpo.
  2. ARBUSTO:   Pleomele,      Orquídea bambu, Pescoço de cisne.
  3. TOUCEIRA:    BambusaFormio, Clorofito,    Lança de jorge.

Dicas para o cultivo saudável da  Equisetum spp:

  • Regue a planta  1 vez na semana.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através de divisão de touceira
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Equisetum spp, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.


Espécie rústica e altamente ornamenta.
A planta realiza fotossíntese pelas hastes ocas e articuladas.

Cultivo indicado como planta palustre, sob meia sombra ou sol pleno.
Planta medicinal, utilizada em forma de chá é recomendada como diurético.

Visite também os posts:

 

Pândano Gengibre vermelho. Arvore do viajante. Jardim desértico

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.