Tag: inflorescência

Tamareira anã


A tamareira anã, (Phoenix roebelenii), é uma palmeira nativa do Vietnã e Tailândia, (Phoenix roebelenii), é uma palmeira nativa do Vietnã e Tailândia, espécie perene. E de acordo com cada região do Brasil apresenta nomes diferentes, tais como: palmeira phoenix, fênix, palmeira-anã, palmeira-fênix, tamareira-anã e tamareira de jardim.

A inflorescência da planta se dá em grande quantidade, com pequenas flores amarelas, que dão origem a frutos amarronzados, do tipo drupa, muito apreciados pelos pássaros.

tamareira-anã chega atingir até 4 metros de altura e apresenta crescimento moderado a lento.

Em projetos de paisagismo a espécie deve ser cultivada isolada; Porém na natureza, aparece em touceira, com vários troncos que partilham do mesmo sistema radicular.

Sua beleza é muito valorizada, com grande cultivo em parques, canteiros de avenidas, jardins residenciais e comerciais. Sendo uma palmeira muito utilizada em projetos de paisagismo no estilo tropical e também no estilo contemporâneo.

tamareira-anã aceita ser cultivada em solo e também em vaso; E para maior qualidade no cultivo, realize uma mistura com partes iguais de:

  • Composto orgânico.
  • Terra.
  • Areia.

A tamareira-anã pode ser cultivada em ambientes internos desde que receba ventilação e luz direta natural.

Dicas para o cultivo saudável da tamareira-anã:

  • Regue a planta a cada 15 dias, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra, em ambientes internos a planta deve receber luz direta por 3 ou 4 horas diárias.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado, a espécie é tolerante a salinidade do solo.
  • Realize mudas através de sementes e da separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • Realize limpeza anual da planta, retirando folhas e pendões velhos, para revitalizar a planta, (muita cautela neste procedimento, pois a planta apresenta espinhos na base das folhas).
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.


Em projetos de paisagismo a espécie deve ser cultivada isolada

cultivo em parques, canteiros de avenidas, jardins residenciais e comerciais.

Frutos amarronzados, do tipo drupa.

Visite também os posts:

 

Areca bambu.


Cica.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Phoenix roebelenii


A palmeira Phoenix roebelenii é nativa do Vietnã e Tailândia, espécie perene. E de acordo com cada região do Brasil apresenta nomes diferentes, tais como: fênix, palmeira-anã, palmeira-fênix, tamareira-anã e tamareira de jardim.

A inflorescência da planta se dá em grande quantidade, com pequenas flores amarelas, que dão origem a frutos amarronzados, do tipo drupa, muito apreciados pelos pássaros.

Phoenix roebelenii chega atingir até 4 metros de altura e apresenta crescimento moderado a lento.

Em projetos de paisagismo a espécie deve ser cultivada isolada; Porém na natureza, aparece em touceira, com vários troncos que partilham do mesmo sistema radicular. Sua beleza é muito valorizada, com grande cultivo em parques, canteiros de avenidas, jardins residenciais e comerciais.

Sendo uma palmeira muito utilizada em projetos de paisagismo no estilo tropical e também no estilo contemporâneo. Phoenix roebelenii aceita ser cultivada em solo e também em vaso; E para maior qualidade no cultivo, realize uma mistura com partes iguais de:

  • Composto orgânico.
  • Terra.
  • Areia.

A Phoenix roebelenii pode ser cultivada em ambientes internos desde que receba ventilação e luz direta natural.

Dicas para o cultivo saudável da Phoenix roebelenii:

  • Regue a planta a cada 15 dias, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra, em ambientes internos a planta deve receber luz direta por 3 ou 4 horas diárias.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado, a espécie é tolerante a salinidade do solo.
  • Realize mudas através de sementes e da separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • Realize limpeza anual da planta, retirando folhas e pendões velhos, para revitalizar a planta, (muita cautela neste procedimento, pois a planta apresenta espinhos na base das folhas).
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.


Frutos amarronzados, do tipo drupa, muito apreciados pelos pássaros.

Sua beleza é muito valorizada, com grande cultivo em parques, canteiros de avenidas, jardins residenciais e comerciais.

Em projetos de paisagismo a espécie deve ser cultivada isolada; Porém na natureza, aparece em touceira.

Visite também os posts:

Areca bambu.

Cica.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Flor de primavera


A planta primavera, (Bougainvillea Spectabilis), é nativa do Brasil, (Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina), este arbusto escandente é popularmente confundido como trepadeira, devido sua grande capacidade de inflorescência e galhos muito longos.

O arbusto primavera trata-se de uma planta lenhosa, com presença de espinhos e muito vigorosa, com floração terminal, em galhos que podem atingir 20 metros de comprimento, em seu habitat natural, pois cresce apoiada em grandes árvores as utilizando como tutores.

Existem  duas variações da planta primavera:

  1. Spectabilis: tem cores mais intensas.
  2. Glabra: tem tons mais suaves e são mais resistentes ao frio.

O almirante Frances Luis Antoine de Bougainville, que esteve no Brasil nos anos 1767 a 1769. coletou alguns exemplares da planta e levou para o rei Luis XlV; Por este motivo o nobre homenageou o almirante, batizando a linda espécie tropical com o seu nome, e a difundiu pelo mundo todo.

E o nome mais conhecido na America do Sul é a “primavera”; Foi escolhido, devido apresentar uma inflorescência exuberante na estação da primavera na Europa; Já aqui na América do Sul a planta floresce na primavera  e também no início do outono.

A primavera é uma das plantas mais cultivadas nos jardins tropicais do mundo inteiro, nos projetos de paisagismo onde  há necessidade de introduzir uma grande quantidade de flores, uma boa opção é o arbusto primavera, pois a planta apresenta inúmeras cores em vários tons, como:

  • Branca.
  • Rosa.
  • Pink.
  • Roxa.
  • Laranja.

Dicas para o cultivo saudável da primavera:

  • Regue a planta a cada 10 dias pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno, porém a primavera é uma planta que tolera bem o frio.
  • Realize mudas através de estacas aproveitas da poda e por alporquias.
  • Faça a poda de contenção da planta se houver necessidade, entre os meses de junho até agosto.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.


Primavera arbusto escandente.

Primavera com floração terminal na cor pink

Primavera com floração terminal na cor rosa.

Primavera.

Primavera com floração terminal na cor branca.

Visite também os posts:

Primavera de flor branca.


Primavera.


Cuidados com a rega das plantas.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.