Tag: forração

Face sardenta


Face sardenta, (hypoestes phyllostachya, hypoestes sanguinolenta), planta também conhecida popularmente como: confete; Nativa de Madagascar, forração de folhas mescladas.

Espécie delicada e aspecto compacto, de folhas pequenas, com variedades que podem apresentar cores diferentes, diversas combinações, manchas, e  fundo pode ser branco, rosa, verde, vermelho, e as manchas róseas, vermelhas ou brancas.

Versátil, de fácil manutenção, com flores roxas e discretas têm importância ornamental secundária.

Em projetos de paisagismo a forração  face sardenta é excelente para ser cultivada em:

  • Jardim no estilo contemporâneo.
  • Jardim no estilo tropical.
  • Jardim no estilo clássico.
  • Jardim no estilo francês.
  • Jardim no estilo italiano.
  • Jardim no estilo japonês.
  • Calçadas.
  • Parques.
  • Pórticos.
  • Praças.
  • Halls.

Há inúmeras formas de introduzir a forração face sardenta na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Conjunto ou isolada em ambientes internos ou externos.
  • Topiaria, em gramados.
  • Forração sob arvores.

Devido a  face sardenta não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:   Ipê rosa,  Pata de vaca branca.
  2. FOLHAGEM:    Clorofito,
  3. FORRAÇÃO:    Lambari,   Cinerária Marítima.

Dicas para o cultivo saudável do  face sardenta:

  • Regue a planta duas vezes na semana na primavera e verão e uma vez  no outono inverno; Mas suspenda a rega na temporada de chuvas.
  • Cultive sob meia sombra.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através de divisão de ramagens.
  • Faça replantio da espécie a cada 2 anos.
  • Dê espaçamento para o plantio de 30 cm entre as mudas e cultive bem rente ao muro.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a face sardenta, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.


Versátil, de fácil manutenção.

Espécie delicada e aspecto compacto, de folhas pequenas.

Visite também os posts:

Cheflera.


Cerejeira ornamental.


Arvore do viajante.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Bandeira branca


Bandeira branca, (Spathiphyllum wallisii Regel), Planta nativa da  Venezuela e Colômbia, conhecido popularmente como:lírio da paz ou espatifilo; Trata-se de uma herbácea perene, que pode atingir até 40 cm de altura, com folhas brilhantes, que possuem grande valor ornamental.

Lírio que floresce o ano todo, porém mais abundantemente durante a primavera-verão, com flores brancas que mudam de coloração com o passar dos dias, chegando atingir um tom verde, como as folhas da planta.

Espécie de fácil manutenção, mais o excesso de sol direto causa queimaduras nas folhas da planta. Entretanto, o bandeira branca, pode ser cultivado em locais com pouca iluminação, inclusive em espaços que só recebam iluminação artificial. Por se tratar de um lírio de folhas largas é necessário lava-las ou limpa-las, com pano úmido, com frequência.

Em projeto de paisagismo, o bandeira branca é cultivado em:

  • Jardim de estilo tropical.
  • Jardim de estilo contemporâneo.
  • Jardim de inverno.

Em projetos de paisagismo a planta é excelente para ser cultivada em áreas sombreadas, na forma de:

  • Bordas de edificações, na forma de bordadura.
  • Sob arvores, na forma de forração.
  • Em conjunto de vasos enfileirados.

Devido apresentar floração de cor branca, a planta se integra com mais facilidade a outras espécies, facilitando na escolha, projeto e cultivo do jardim.

Conheça espécies que se integram com harmonia ao  bandeira branca, para realizar projetos de paisagismo.

  1. ARVORE:  Ipê branco.
  2. ARBUSTO: Primavera de flor branca.
  3. TOUCEIRA: Antúrio.
  4. FOLHAGEM: Calathea tigrina.
  5. TREPADEIRA: Lágrima de Cristo.
  6. FORRAÇÃO: Cinerária Marítima.

Dicas para o cultivo saudável do bandeira branca:

  • Regue a planta  1 vez na semana.
  • Cultive sob meia sombra ou sombra.
  • Disponibilize em ambientes internos, iluminação por 3 ou 4 horas diárias.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através da separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e o bandeira branca, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.


Flores brancas que mudam de coloração.

Excesso de sol direto causa queimaduras nas folhas da planta.

Visite também os posts:

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Chanana


Chanana, (Turnera subulata), espécie também conhecida como: turnera, flor do Guarujá; Nativa da America tropical, planta herbácea, ereta, que atinge 30 a 50 cm de altura, folhas ovaladas e serrilhadas, com caule bastante ramificado.

Planta bastante rústica de fácil cultivo, pode ser cultivada em todo tipo de solo, porém apresenta preferência á solo areno-argiloso; As flores são branco-amareladas ou amarelas, formadas o ano todo e que se abrem somente quando há sol.

Devido a chanana ser de fácil germinação, é considerada uma planta  invasora, pois suas sementes se espalham e germinam com extrema facilidade, portanto é necessário realizar manutenção periódica na retirada de pequenos brotos próximo a planta ou em locais não desejados.

Em projetos de paisagismo a flor do Guarujá deve ser introduzida em jardins de:

  • Estilo tropical.
  • Estilo contemporâneo.
  • Estilo inglês.

Pode ser cultivada em forma de maciços, forração sob coqueiros, pois a planta necessita receber sol direto para florir, e não deve ser cultivada sob arvores de copas extensas.

chanana permite realizar renque próximo a muros e paredes que recebam sol direto por pelo menos 4 horas diárias.

Dicas de plantas que combinam no cultivo com a chanana:

  1. Arvore: Flamboyant amarelo e vermelho.
  2. Arbusto: Lantana amarela ou laranja, Primavera de floração vermelha.
  3. TrepadeiraSapatinho de JudiaDedal de dama amarela, Jade de flor vermelha.
  4. Espécie entouceirada: Flor do paraíso.
  5. Forração: Onze horas amarela, vermelha, laranja e Tagetes.

Dicas para o cultivo saudável da chanana:

  • Regue a planta  1 vez na semana.
  • Cultive sob sol pleno
  • A planta pode ser cultivada em solo arenoso e com poucos nutrientes.
  • Realize mudas através de sementes, estacas.
  • Faça a poda da planta entre os meses de maio até agosto, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Dê espaçamento para o plantio de 30 cm entre as mudas e cultive bem rente ao muro.

Siga estas dicas de cultivo e a chanana se manterá com aparência exuberante, desta forma trará vida e colorido na decoração do ambiente, e ainda livrá a espécie de doenças e pragas.


Planta bastante rústica de fácil cultivo.

Pode ser cultivada em forma de maciços.

A planta necessita receber sol direto para florir.

    Visite também os posts:

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.