Tag: fontes

Projeto de Paisagismo

O projeto paisagístico de um empreendimento diz respeito à definição não so­­mente de espécies de plantas, mas de características de pisos, elementos como:

  • Pergolados de madeira.

  • Espelhos d´água.

  • Fontes.

  • Áreas de playground.

  • Iluminação.

A atividade é desenvolvida por paisagistas ou arquitetos/paisagistas. Pesquisas do mercado imobi­­liário dos Estados Unidos, por exem­­plo, mostram que o paisagismo valoriza os imóveis entre 10 e 30% e que investimentos neste setor dão retorno de 100 a 200% mais que o normal; Não temos estudo semelhante no Brasil, mas especialistas acreditam que resultados parecidos possivelmente ocorrem por aqui.

O paisagismo não só encanta; Mas principalmente é o que dá vida ao concreto madeira e vidros empregados na obra. Em todo lugar o verde humaniza os ambientes.

As pessoas buscam pelas áreas externas e os projetos de paisagismo nestes espaços agregam grande valor, porém não podemos esquecer que os projetos contemporâneos tem se mostrado cada vez mais na parte interna das residencias, apartamentos, empreendimentos comercial e industrial.

Ao receber o projeto de um empreendimento residencial ou comercial cabe ao paisagista criar com base no que será construído, como áreas disponíveis e perfil de moradores. Os projetos, são diferentes quando adequados a um local onde circularão predominantemente adultos ou muitas crianças. São definidos acessos, caminhos, tipos de pisos para cada área, espaços de recreação e áreas verdes. Neste pacote, o mais simples é a definição das plantas.

Alguns canteiros toleram plantas renováveis, mas ficam muito bonitas apenas em determinadas épocas do ano. Se forem adotadas estas condições, devem ser para projetos de áreas pequenas. Temos centenas de plantas adaptadas ao nosso clima, dentro de uma média razoável de valor. Pode-se desenvolver projetos nos quais resistam pelo inverno todo.

Perto de uma quadra de esportes, por exemplo, é melhor ter espécies de plantas mais rusticas e resistentes. O mesmo para o verão, para manterem a sombra em áreas para relaxar. Utilize elementos de destaque, como palmeiras e grandes arbustos, para não deixar os ambientes monótonos. É interessante criar sobrevida com elementos de alturas e portes diferentes, porque é o que confere identidade ao jardim.”

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil. 

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

 

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

 

Visite também os posts:

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

Parque do Ipiranga

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

 

 

Jardim sensorial


O jardim sensorial é um estilo de jardim possível de ser cultivado em pequenas, médias ou grandes áreas, para ser desfrutado por todos os que o visita; Por se tratar de um jardim que aguça os cinco sentidos, pois possibilita as pessoas, mesmo com limitações: apreciá-lo, através de:

  1. Tato - textura das folhas, flores e Troncos.
  2. Audição - sons da natureza, pássaros, vento em folhagens e quedas d’água.
  3. Visão – cores e texturas das espécies.
  4. Olfato - aroma das plantas.
  5. Paladar - sabores das frutas e ervas.

Para a confecção do jardim sensorial, é necessário uma maior atenção nos, aromas, texturas, sabores, formas e sons, que através destes elementos, irá obter sensações agradáveis e relaxamento.

Acessibilidade é muito importante no planejamento de um jardim sensorial, com caminhos seguros e acesso facilitado, com rampas; E também maneiras de acomodações para a contemplação do jardim, com:

Utilize elementos de decoração como: madeira, pedras, sinos, mensageiros do vento e esculturas, considerando as possíveis experiências sensoriais dos materiais.

O contato com a natureza proporciona relaxamento, introduzindo espécies e elementos adequados, o jardim sensorial aumentará as sensações através de:

  • Fontes e cascata miniatura, que aguçam a audiçãoArvores frutíferas, também são ótimas opções, pois atraem pássaros e com eles o canto.
  • Jasmim, alfazema, lavanda, mirra, sândalo, alecrim, dama da noite, gardênia, lírios brancos; Todas estas espécies aguçam o olfato.
  • Esculturas e pedra, dão ao visitante a oportunidade de contato.
  • Arvores frutíferas e algumas ervas, como: Manjericão, alecrim, laranjeira, Pitangueira, Romã, Jabuticabeira, aguça dois sentidos, paladar e o olfato.
  • Todo o conjunto de espécies e elementos dispostos com harmonia e fácil acesso, irá impactar a visão.

Uma dica de espécies para o cultivo em um jardim sensorial é de plantas que apresentam floração intensa como:

E também plantas esculturais como as:

São muito indicadas, devido ao desenho e estrutura das espécies, que fará com que o jardim sensorial traga ao visitante uma sensação de contemplamento.


Crie maneiras de acomodações para a contemplação do jardim.

Ninho de passarinho, construído no jardim.

O jardim sensorial aguça também o paladar

Acesso com rampas seguras.

Visite também os posts:

Estufa para plantas

Plantas para muro

Sala de estar ao ar livre

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Parque do Ipiranga


jardim do parque do Ipiranga é um local que provoca encantamento em quem o visita.

Devido suas formas simétricas, onde seu desenho é rigorosamente realizado através da poda de topiarias, que lhe dão um aspecto de desenho feito á mão pela natureza.

Com o uso constante de elementos como buxinho, ciprestes e pinheiros, este estilo de jardim causa ao visitante um deslumbramento em observar os detalhes que contém os jardins clássicos.

Um excelente exemplo é o jardim do Parque do Ipiranga na cidade de São Paulo, onde também se encontra o museu com este mesmo nome. Neste passeio terá a oportunidade de conhecer todos os elementos típicos de um jardim em estilo italiano ou francês, que trás em sua estrutura, vegetação, água e muitas fontes, espelho d’água, esculturas e escadarias. Dando a impressão de uma viagem no tempo.

As fontes são um espetáculo a parte, pois de tempo em tempo jorram água criando um arco -iris que deixam as crianças e adultos com o olhar de quem esta diante de um show de mágica da natureza. Onde os pequenos correm atrás da água jorrada, que se alternam no espetáculo.

Na visita ao parque do Ipiranga você irá perceber que as flores não são o principal elemento deste estilo de jardim, e que sua estrutura se baseia em formas geométricasterraços ligados por escadarias ou rampas esculturas e topiárias.

Visitando o Parque do Ipiranga, você encontrará também:

Museu da Independência, que conta a história de Dom Pedro e da própria independência do pais; (com acesso para cadeirantes).

  • Museu do Ipiranga, onde você conhece o costume e vivência dos nobres no Brasil.
  • Feirinha com barracas de artesanatos, comes e bebes.
  • Casa de pau a pique, com visita que conta a história da cidade de São Paulo.
  • Espaço e pista para bike e skate.


Jardim clássico, Parque do Ipiranga, São Paulo.

Fonte com elementos em simetria.

Topiarias e Museu do Ipiranga ao fundo.

Jardim, fonte e Museu do Ipiranga. Perfeitos.

Casa de pau a pique.

Fonte com efeito de arco iris.

Espaço para lazer.

Museu da Independência.

Feirinha.

Dentro do Museu da Independência. Cadeira especial para dar acesso a quem necessita de mobilidade nas escadas.

Visite também os posts:

Ilha do Mel

Trilha de bike

Ubatuba a Paraty

Envie comentários.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.