Tag: folhas longas

Clorofito

Clorofito, também conhecida como, gravatinha, clorofita, ( Chlorophytum comosum), é uma folhagem originária da Africa do Sul, que apresenta longas folhas, de aspecto recurvado e pendente, folhas verdes, listrada de branco no centro, cresce em touceiras baixas, de 20 a 40 cm de altura; A espécie apresenta folhas longas como fitas, o que dá nome a planta; E origina mudas á partir da floração, que se transforma em pequenos tufos de mudas.

Planta herbácea, perene, de folhagem ornamental, espécie rústica, semelhante a gramínea.

clorofito, é muitas vezes confundida com a barba de serpente, por sua imensa semelhança, as duas espécies apresentam cores e formatos muito próximos na sua estrutura e coloração. Porem em locais que a especie recebe poucos raios solares sua folhagem se apresenta apenas na cor verde.

clorofito é ideal para quem necessita realizar forração do jardim; Esta espécie de grama pode ser cultivada sob sombra ou meia sombra e necessita de pouca manutenção.

Devido sua folhagem exuberante a clorofito é ótima para formar maciços, cria contraste com plantas de cores escuras. A grama cresce rapidamente e tem sua florescência na ponta das ramagens, com flores pequenas e delicadas, passando despercebida aos olhos menos curiosos.

No paisagismo, a clorofito presta-se como excelente forração, ideal para ser cultivada sob a copa de árvores ou para ladear muros, pontuar caminhos, realizar maciços isolados, criar volumes ou ainda ser cultivada em vasos e jardineiras.

Em projetos de paisagismoclorofito é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a clorofito na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Maciços, em gramados com crescimento livre.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Conjunto ao longo de alamedas
  • Conjunto ou isolada em ambientes internos ou externos.
  • Forração sob arvores.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Dicas de espécies, que combinam com clorofito, para realizar seu projeto de paisagismo:

  1. ArvoreIpê branco;Palmeira.
  2. Arbusto: Lantana com flor branca, Hibisco com flor branca, Primavera de flor branca.
  3. Touceira: Lírio com flor branca, Formio.
  4. Trepadeira: Lágrima de Cristo.
  5. Folhagem: Todos os tipos de Imbé, Calathea tigrina.
  6. ForraçãoCinerária Marítima, Mal me quer.

Dicas para o cultivo saudável da clorofito:

  • Cultive sob meia sombra, planta resistente a geadas.
  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Realize mudas através de divisão de touceira.
  • Realize limpeza da planta, retire folhas e raízes velhas, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10
  • Dê espaçamento no plantio de 20 cm entre as mudas e pode ser cultivado bem rente ao muro.
  • As mudas se apresentam nas pontas de pendoem que saem da planta mãe.

Seguindo estas dicas e cuidados a clorofito se manterá com boa aparência e livre de doenças e pragas, trazendo vida e colorido para o ambiente.

As mudas se apresentam nas pontas de pendoem que saem da planta mãe.

.

.

Em locais que a especie recebe poucos raios solares sua folhagem se apresenta apenas na cor verde.

A folhagem ornamental.

Sua florescência na ponta das ramagens, com flores pequenas e delicadas.

Visite também os posts:

Jardim clássico.

Parque do Ipiranga.


Jardim desértico ou árido.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Phormium tenax


Phormium tenax, nome cientifico da planta também conhecida popularmente como: fórmio, linho da nova Zelândia, fibra da nova Zelândia e cânhamo da nova Zelândia, é uma planta vigorosa de folhagem ornamental, nativa da Nova Zelândia; Planta perene de folhas em forma de lâmina muito longas e eretas que podem alcançar 3 metros de altura.

Folhagem com inúmeras variedades, com folhas: verdes, avermelhadas ou com margens e listras longitudinais nas cores: amarela, branca, laranja,  róseo e roxo.

Com flores que surgem na primavera e atraem grande numero de polinizadores, com flores vermelhas e depende da variedade tem maior ou menor importância ornamental.

Há diversas variedades de phormium tenax, como:

  • Mini fórmio.
  • Fórmio roxo.
  • Fórmio rubro.
  • Fórmio varigata.
phormium tenax trata-se de folhagem muito vistosa e resistente o que a torna apropriada para o cultivo em projetos paisagístico de muitas formas,como:
  • Renque.
  • Maciço.
  • Isolada em gramados.
  • Envasada em ambientes internos e externos.
  • E como planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água; E ainda junto a taludes e grandes pedras.

Por ser uma espécie tão versátil, o phormium tenax pode ser introduzida em jardim de estilo tropical, contemporâneo e até mesmo árido.

Na Nova Zelândia, as fibras extraídas das folhas de fórmio, são utilizadas em cestarias e artesanatos pelos Maori, que também o utilizam como planta medicinal.

phormium tenax também trata-se de uma planta utilizada na confecção de arranjos florais, como decoração de ambientes de casas, escritório, salão de festa etc…

Dicas para o cultivo saudável do phormium tenax:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Disponibilize em ambientes internos luz direta por 3 ou 4 horas diárias.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Realize mudas através de divisão de touceira e por sementes.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração, retire folhas e hastes  das flores velhas, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Dê espaçamento para o plantio de 80 cm entre as mudas e cultive bem rente ao muro.
  • Misture ao solo grama seca ou palha de arroz, para  manter o solo sempre úmido.

Siga estas dicas de cultivo e o phormium tenax se manterá com aparência exuberante, desta forma trás vida e colorido na decoração do ambiente, e deixa a espécie livre de doenças e pragas.


Pode ser introduzida em jardim de estilo tropical, contemporâneo e até mesmo árido.

Folhagem muito vistosa e resistente, o que a torna apropriada para o cultivo em projetos paisagístico de muitas formas.

Visite também os posts:

Sapatinho de judia.


Trepadeira para pergolado.


Trepadeiras.


Filodendro.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Sanseviéria


Sanseviéria, (Sansevieria trifasciata var laurentii), também conhecida popularmente como: rabo de lagarto, língua de sogra e espada de são jorge; Planta nativa da África, tem aspecto bem distinto das demais, espécie entouceirada, herbácea formada por rizomas, perene, sem caule, de 70 a 90 cm de altura, com folhas espessas.

São cultivadas diversas variedades de folhas com listras amarelas de folhas longas, curtas em tons de verdes variados. Possui inflorescências longas, com flores brancas e pequenas, de importância ornamental secundária.

Cultivada em ambientes internos e externos; Espécie de fácil manutenção que apresenta grande resistência; Se desenvolve melhor quando cultivada em locais à meia-sombra, mas toleram tanto o sol pleno quanto ambientes internos.

Em projetos de paisagismo a espada de são jorge, pode ser cultivada em forma de maciços em grupos, bordaduras ou renques. Em jardim no estilo:

  • Árido ou desértico.
  • Contemporâneo.

Sugestões:

Espécie que se integram com a sanseviéria para realizar projetos de paisagismo.

  1. TOUCEIRA: Lança de são jorge.
  2. FORRAÇÃO: Suculentas.
  3. ARBUSTO: Cactos.
  4. Agave.
  5. Bromélia.

Dicas para o cultivo saudável da sanseviéria:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Evite regas demasiadas, pois pode causar o apodrecimento da planta.
  • Cultive sob sol pleno, porém a sanseviéria é uma planta que tolera bem o frio.
  • A planta pode ser cultivada em solo arenoso com poucos nutrientes.
  • Realize mudas através de divisão de touceira.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração.
  • Troque a planta de vaso assim que as raízes preencherem todo vaso.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Dê espaçamento para o plantio de 15 cm entre as mudas e cultive bem rente a muros e paredes.
    Siga estas dicas de cultivo e a sanseviéria se manterá com aparência exuberante, desta forma trará vida e colorido na decoração do ambiente, e ainda livrá a espécie de doenças e pragas.


    Possui inflorescências longas, com flores brancas e pequenas.

    Pode ser cultivada em forma de maciços em grupos, bordaduras ou renques.

    Cultivada em ambientes internos e externos.

Visite também os posts:

Bancos de madeira

Plantas para muro

Sala de estar ao ar livre

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.