Tag: folha grossa

Bryophyllum pinnata

Bryophyllum pinnata ou Kalanchoe pinnata, nome cientifico da planta também conhecida como: folha da fortuna, folha da costa, folha grossa, folha santa, erva da costa, escama de pirarucu e corama; Planta perene, originária da África, Índia e ilhas do Oceano Índico, que atinge em média 75 cm de altura e apresenta folhas suculentas, com bordas bastante ornamentais de coloração marrom.

Não produz raízes agressivas e apresenta grande facilidade de germinação; Uma característica da planta muito interessante é que quando retirada uma folha e colocada na sombra a mesma forma brotos na própria folha.

Com propriedades medicinais para cicatrização de ferimentos, gastrite; É capaz, também, de combater inflamações e bactérias, a planta  Bryophyllum pinnata é usada no combate a várias doenças, plantas medicinal, muito utilizada na medicina alternativa. Como medicamento, a  Bryophyllum pinnata, é usada em forma de suco. Especificamente para gastrite; Separe duas a três folhas de  Bryophyllum pinnata, um copo de água pequeno, bata no liquidificador, coe e beba duas vezes por dia, em jejum meia hora antes do café e antes de dormir; Por aproximadamente 30 dias.

Em projetos de paisagismo Bryophyllum pinnata é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a Bryophyllum pinnata na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Conjunto de vasos enfileirados  em ambientes internos e externos..
  • Junto a taludes e grandes pedras.
  • Planta medicinal.

Devido a  Bryophyllum pinnata não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da  Bryophyllum pinnata:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a  Bryophyllum pinnata apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Realize mudas através de estacas, folhas e separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • Realize poda anual para revigorar e manter exuberante, entre os meses de maio até agosto.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Bryophyllum pinnata, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Apresenta folhas suculentas, com bordas bastante ornamentais de coloração marrom.

 

Não produz raízes agressivas.

 

Apresenta grande facilidade de germinação

Visite também os posts:

Mil folhas.

Romã.

Buxinho

Bromélia

Pândano

Gengibre vermelho.

Babosa de arvore.

Pleomele.

Afelandra

Helicônia papagaio

Lírio amarelo

Areca bambu.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

 

Kalanchoe pinnata

Kalanchoe pinnata ou Bryophyllum pinnata, nome cientifico da planta também conhecida como: folha da fortuna, folha da costa, folha grossa, folha santa, erva da costa, escama de pirarucu e corama; Planta perene, originária da África, Índia e ilhas do Oceano Índico, que atinge em média 75 cm de altura e apresenta folhas suculentas, com bordas bastante ornamentais de coloração marrom.

Não produz raízes agressivas e apresenta grande facilidade de germinação; Uma característica da planta muito interessante é que quando retirada uma folha e colocada na sombra a mesma forma brotos na própria folha.

Com propriedades medicinais para cicatrização de ferimentos, gastrite; É capaz, também, de combater inflamações e bactérias, a planta  Kalanchoe pinnata é usada no combate a várias doenças, plantas medicinal, muito utilizada na medicina alternativa. Como medicamento, a  Kalanchoe pinnata , é usada em forma de suco. Especificamente para gastrite; Separe duas a três folhas de  Kalanchoe pinnata , um copo de água pequeno, bata no liquidificador, coe e beba duas vezes por dia, em jejum meia hora antes do café e antes de dormir; Por aproximadamente 30 dias.

Em projetos de paisagismo Kalanchoe pinnata é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a Kalanchoe pinnata na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Conjunto de vasos enfileirados  em ambientes internos e externos..
  • Junto a taludes e grandes pedras.
  • Planta medicinal.

Devido a  Kalanchoe pinnata não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da  Kalanchoe pinnata:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a  Kalanchoe pinnata apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Realize mudas através de estacas, folhas e separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • Realize poda anual para revigorar e manter exuberante, entre os meses de maio até agosto.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Kalanchoe pinnata , ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Apresenta folhas suculentas, com bordas bastante ornamentais de coloração marrom.

 

Não produz raízes agressivas.

 

Apresenta grande facilidade de germinação

Visite também os posts:

Mil folhas.

Romã.

Bilbérgia aleluia.

Ilha do Mel

Trilha de bike

Ubatuba a Paraty

Morretes

Estufa de vidro

Iluminação para orquídeas.

Orquídea bambu.

Talude


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

 

Escama de pirarucu

Escama de pirarucu,(Bryophyllum pinnata) e  (Kalanchoe pinnata), tambem conhecida como: folha da fortuna, folha da costa, folha grossa, folha santa, erva da costa, corama; Planta perene, originária da África, Índia e ilhas do Oceano Índico, que atinge em média 75 cm de altura e apresenta folhas suculentas, com bordas bastante ornamentais de coloração marrom.

Não produz raízes agressivas e apresenta grande facilidade de germinação; Uma característica da planta muito interessante é que quando retirada uma folha e colocada na sombra a mesma forma brotos na própria folha.

Com propriedades medicinais para cicatrização de ferimentos, gastrite; É capaz, também, de combater inflamações e bactérias, a planta  escama de pirarucu é usada no combate a várias doenças, plantas medicinal, muito utilizada na medicina alternativa. Como medicamento, a  escama de pirarucu, é usada em forma de suco. Especificamente para gastrite; Separe duas a três folhas de  escama de pirarucu, um copo de água pequeno, bata no liquidificador, coe e beba duas vezes por dia, em jejum meia hora antes do café e antes de dormir; Por aproximadamente 30 dias.

Em projetos de paisagismo escama de pirarucu é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a escama de pirarucu na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Conjunto de vasos enfileirados  em ambientes internos e externos..
  • Junto a taludes e grandes pedras.
  • Planta medicinal.

Devido a  escama de pirarucu não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da  escama de pirarucu:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a  escama de pirarucu apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Realize mudas através de estacas, folhas e separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • Realize poda anual para revigorar e manter exuberante, entre os meses de maio até agosto.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  escama de pirarucu, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Apresenta folhas suculentas, com bordas bastante ornamentais de coloração marrom.

 

Não produz raízes agressivas.

 

Apresenta grande facilidade de germinação

Visite também os posts:

Mil folhas. Romã.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.