Tag: floração

Lágrima de Cristo rosa


A lágrimas de Cristo, (Clerodendrum ), trepadeira nativa da África Ocidental, espécie semi lenhosa, muito ramificada, possui folhas ovaladas, fortemente marcadas pelas nervuras de cor verde escuras e brilhantes.

lágrima de Cristo com inflorescência na cor rosa apresenta crescimento bastante lento e inflorescências terminal com grande quantidade de flores com cálice rosa inflado e corola vermelha expandida, formadas na primavera e verão; A trepadeira costuma perder uma grande quantidade de folhas durante inverno rigoroso.

A lágrima de Cristo ainda apresenta floração nas cores: vinho, vermelha ou branca.

Trepadeira utilizada em projetos de paisagismo, devido sua grande beleza, delicadeza e ainda por se tratar de uma planta de fácil manutenção; Mas o que dificulta a sua vasta introdução em jardins é seu crescimento lento, porém quando floresce encanta com uma florada magnífica.

Para quem deseja cultivar a trepadeira lágrima de Cristo, é recomendado plantar mais de uma muda para diminuir o tempo de espera, pois quanto mais mudas cultivadas, menos tempo para preencher o espaço com a planta.

A lágrima de Cristo rosa pode ser cultivada em:

  • Vasos, sempre utilizando tutores como, arame ou treliça.
  • Pórticos de condomínios e prédios.
  • Próximas a arvores.
  • Pergolados.
  • Grades.
  • Cercas.

Dicas para o cultivo saudável da trepadeira lágrima de Cristo rosa:

  • Regue a planta a cada 10 dias pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra, a planta é sensível a geadas.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração.
  • Faça mudas por alporques ou por estacas que devem ser cortadas após o floração e deixadas enraizar em local protegido.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
    Siga estas dicas de cultivo e a lágima de Cristo rosa se manterá com aparência exuberante, trará vida e colorido na decoração do ambiente, e ainda livrá a espécie de doenças e pragas.

Inflorescências terminal com grande quantidade de flores com cálice rosa inflado e corola vermelha expandida.

Planta de fácil manutenção.

Encanta com uma florada magnífica.

Trepadeira indicada para ser cultivada próxima á arvores.

Folhas ovaladas, fortemente marcadas pelas nervuras de cor verde escuras e brilhantes.

Visite também os posts:

 

Hibiscous sabdariffa.


Mal me quer.


Dedal de dama.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Callistemon rigidus


Callistemon rigidus, nome cientifico da espécie popularmente conhecida também como: escova de garrafa, calistemo, lava garrafa e bottlebrush stiff, trata-se de uma espécie arbustiva nativa da Austrália, que chega atingir 8 metros de altura. Arvore espessa com galhos e folhas em formato alongado, linear e firmes.

Com flores que  atraem um grande numero de polinizadores, como: borboletas e beija-flores, esta espécie tem o inicio de sua floração no Outono; Com uma inflorescência em formato cilíndrico, com plumas vermelhas brilhante e após a floração surgem as cápsulas de sementes.

Em projetos de paisagismo a callistemon rigidus é indicada para o cultivo como espécie isolada, com aspecto exótico e singular,  pode ser introduzida com sucesso em jardim de estilo japonês. Rústica e de fácil manutenção, com crescimento moderado, faz com que a callistemon rigidus seja introduzida  em muitos projetos paisagísticos.

As espécies mais indicado para o paisagismo são a Callistemon viminalis e a Callistemon citrinus, mas há muitas variedades  híbridas, com flores de coloração: vermelha,  pink e branca.

Uma curiosidade sobre a Callistemon rigidus é que o caule continua crescendo após o surgimento das flores e das cápsulas de sementes. Portanto, haverá folhagem, flores e cápsulas de sementes crescendo todas ao mesmo tempo, pois a espécie não é de floração terminal, como parece.

Dicas para o cultivo saudável da Callistemon rigidus:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno, porém a Callistemon rigidus é uma planta que tolera bem o frio.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • Realize mudas através de sementes, estacas ou alporquias.
  • Faça a poda de contenção da planta se houver necessidade, após a floração.
  • A planta não apresenta necessidade de adubação, porém se desejar estimular a floração utilize adubação orgânica como por exemplo farinha de osso.


Arvore espessa com galhos e folhas em formato alongado, linear e firmes.

As folhas, flores e cápsulas de sementes crescem ao mesmo tempo, pois a espécie não é de floração terminal, como parece.

Flores que atraem um grande numero de polinizadores.

 

Visite também os posts:

Ipê rosa.


Ipê branco.


Romã.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

Dedal de dama


Dedal de dama, alamanda amarela, carolina e dedal de moça, ( Alamanda Cathartica), trepadeira nativa do Brasil, que apresenta vistosas flores e uma  folhagem espessa e bastante ornamental, composta de folhas verdes e vistosas o ano inteiro. Planta perene, semi-lenhosa de crescimento lento.

Dedal de dama é uma trepadeira lactescente, semi-lenhosa do litoral norte, nordeste e leste do Brasil, muito vigorosa com variável tonalidades de flores, em:

  • Amarelo.
  • Rosa.
  • Vinho.

A dedal de dama é uma trepadeira muito utilizada em projetos de paisagismo, pois trata-se de uma espécie muito resistente e de fácil manutenção, realiza de forma uniforme a cobertura do espaço onde é cultivada; Porém não é recomendada para o cultivo em pergolados, devido a sua floração ficar pouco exposta quando cultivada neste local.

Entretanto a dedal de dama é a trepadeira ideal para ser cultivada em:

  • Cercas.
  • Pórticos.
  • Taludes.
  • Muros.

Sempre tutorada com arames muito firmes, pois a planta apresenta ramos fortes e pesado.

A dedal de dama é muito introduzida em projetos de paisagismo residenciais, empresarias e urbanos, fazendo desta trepadeira uma das espécies mais conhecidas, pois esta sempre florida e suas folhas apresentam um verde com brilho destacado.

Apesar da dedal de dama ser uma planta tão conhecida e introduzida em ambientes de grande circulação de pessoas trata-se de uma espécie lactescente, (produz látex resinoso e venenoso),  por este motivo deve se ter atenção no contato de crianças com a planta.

Dicas para o cultivo saudável da dedal de dama:

  • Regue a planta a cada 10 dias pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno, porém a dedal de dama é uma planta que tolera bem o frio.
  • Realize mudas através de sementes ou estacas aproveitadas da poda
  • Faça a poda de contenção da planta se houver necessidade, entre os meses de maio até agosto.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.

Trepadeira que apresenta flores e folhas vigorosas.

Sementes da trepadeira dedal de dama.

Cultive sob sol pleno.

A dedal de dama deve ser tutorada com arames muito firmes pois a planta apresenta ramos fortes e pesado.

Visite também os posts:

Sapatinho de judia.

Trepadeira para pergolado.


Trepadeira sanguínea.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.