Tag: espécie isolada

Dypsis lutescens


Dypsis lutescens, planta nativa de Madagascar, do gênero das palmeiras. As inflorescências são ramificadas, com numerosas e pequenas flores de cor branca, muito perfumadas. Os frutos são verde amarelados se tornando arroxeados enquanto madurão e suas folhas são grandes, verdes e recurvadas.

A dypsis lutescens trata-se da palmeira mais utilizada nos projetos de paisagismo tropical, devido sua versatilidade na forma de cultivo:

  • No jardim em forma de touceira com porte arbustivo, (muitos caules e atinge até 3 metros de altura).
  • No jardim como espécie isolada, (poucos caules, 2 a 3 e chega atingir até 9 metros de altura).
  • Em vaso, na decoração de interiores, (em touceiras ou espécie única). Com crescimento de no máximo 2 metros de altura.

Em touceira a dypsis lutescens é uma planta de fácil manutenção. Porém como espécie isolada, a planta necessita de constante manutenção, com retirada de mudas que nascem na base da planta e deve ser realizada sempre que surgirem novas brotações, para que os estipes selecionados ganhem vigor e sobressaiam.

A dypsis lutescens é tolerante ao sol pleno e crescer muito nestas condições, porém fica com as folhas amarelada e queimadas. A planta responde  melhor e apresenta folhas mais vistosas se for cultivada em meia sombra ou sombra sob luz difusa.

As plantas cultivadas em vaso necessitam permanecer um período em ambientes externos à meia sombra, esta ação simples garante a planta que fique livre de pragas.

Cuidados que a dypsis lutescens necessita:

  • Cultive em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica
  • Regue a cada 10 dias, molhando as folhas, para que não se instale pó ou fuligem e as folhas fique seu o brilho peculiar.
  • Adube com fertilizante mineral NPk 10-10-10.
  • Realize mudas por divisão de touceiras já enraizadas.
  • Retire galhos e folhas velhas da planta.


Inúmeras mudas nascem na base da planta.

Touceiras de areca bambu, cultivadas sob meia sombra.

Cultivo da areca bambu em forma de touceira.

Folha da areca bambu.

Detalhe da folha da areca bambu, com pequeno inseto.

Visite também os posts:

Pândano.


Tamareira.


Cica.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

Palmeira leque


A palmeira leque ou licuala, (Licuala grandis), trata-se de uma espécie originária do sudeste da Ásia, da Austrália e da Oceania, palmeira de pequeno porte, que pode atingir até 4 metros de altura, de crescimento lento. Possui folhagem em forma leque, o que originou o nome da planta.

Folhas com desenho arredondado, marcada por plissados e leve denteamento nas margens.

Devido ao tamanho de suas folhas confere volume ao ambiente, o que faz com que a planta seja muito difundida como palmeira de vãos de interiores, além de produzir grande efeito decorativo, devido a sua magnífica folhagem em forma de leque; Os exemplares adultos apresentam frutificação avermelhada, o que acrescenta maior beleza a planta.

A palmeira é uma planta essencial em projetos de jardim no estilo tropical; E a palmeira leque é uma das espécies mais introduzidas neste estilo de jardim, devido a exuberância de suas folhas, por ser planta de fácil manutenção e ainda indicada para ser cultivada sob meia sombra, pois não tolera sol direto, a planta prefere temperatura amena.

O cultivo da palmeira leque é indicado como espécie isolada no jardim ou em interiores cultivadas em vasos nas salas residenciais e comerciais.

Dicas para o cultivo saudável da palmeira leque:

  • Regue a planta  1 vez na semana.
  • Cultive sob meia sombra.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado, enriquecida com composto orgânico e areia.
  • Realize limpeza da planta, retirando folhas velhas no inicio do outono.
  • Aplique fertilizante foliar mensalmente.


A palmeira leque produz grande efeito decorativo, devido a sua magnífica folhagem em forma de leque.

O cultivo da palmeira leque no jardim é indicado como espécie isolada no jardim.

Visite também os posts:

 

Areca bambu.


Pândano.


Tamareira de jardim.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Areca bambu


A palmeira, (Dypsis lutescens), é uma planta nativa de Madagascar, do gênero das palmeiras. As inflorescências são ramificadas, com numerosas e pequenas flores de cor branca, muito perfumadas. Os frutos são verde amarelados se tornando arroxeados enquanto madurão e suas folhas são grandes, verdes e recurvadas.

A areca bambu trata-se da palmeira mais utilizada nos projetos de paisagismo tropical, devido sua versatilidade na forma de cultivo:

  • No jardim em forma de touceira com porte arbustivo, (muitos caules e atinge até 3 metros de altura).
  • No jardim como espécie isolada, (poucos caules, 2 a 3 e chega atingir até 9 metros de altura).
  • Em vaso, na decoração de interiores, (em touceiras ou espécie única). Com crescimento de no máximo 2 metros de altura.

Em touceira a areca bambu é uma planta de fácil manutenção. Porém como espécie isolada, a planta necessita de constante manutenção, com retirada de mudas que nascem na base da planta e deve ser realizada sempre que surgirem novas brotações, para que os estipes selecionados ganhem vigor e sobressaiam.

A areca bambu é tolerante ao sol pleno e crescer muito nestas condições, porém fica com as folhas amarelada e queimadas. A planta responde  melhor e apresenta folhas mais vistosas se for cultivada em meia sombra ou sombra sob luz difusa.

As plantas cultivadas em vaso necessitam permanecer um período em ambientes externos à meia sombra, esta ação simples garante a planta que fique livre de pragas.

Cuidados que a areca necessita:

  • Cultive em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica
  • Regue a cada 10 dias, molhando as folhas, para que não se instale pó ou fuligem e as folhas fique seu o brilho peculiar.
  • Adube com fertilizante mineral NPk 10-10-10.
  • Realize mudas por divisão de touceiras já enraizadas.
  • Retire galhos e folhas velhas da planta.


Inúmeras mudas nascem na base da planta.

Touceiras de areca bambu, cultivadas sob meia sombra.

Cultivo da areca bambu em forma de touceira.

Folha da areca bambu.

Detalhe da folha da areca bambu, com pequeno inseto.

Visite também os posts:

Pândano.


Tamareira.


Cica.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.