Tag: espécie

Iuca elefante


Nativa do México e Guatemala a Iuca elefante, (Yuca elephantipes), é espécie típica de clima tropical árido,  deve ser cultivada sob sol pleno, em solo arenoso, acrescido de matéria orgânica, com rega uma vez na semana.

Trata-se de uma espécie, que não necessita de muitos cuidados; Ideal para ser cultivada em parques, praças, jardins empresariais e de condomínios ou ainda para pessoas que gostam de cultivar plantas em casa, porem não dispõem de muito tempo para seus cuidados.

A Iuca elefante pode atingir até 10 metros de altura, se cultivada no solo. Porém quando plantada em vaso seu crescimento fica restrito, devido sua raiz não ter espaço para se desenvolver.

Esta espécie é muito ornamental, com folhas de um verde brilhante e inflorescência terminal em forma de cachos com flores branca e cerosa.

A Iuca elefante é uma espécie que tem presença garantida na vida de pessoas modernas e práticas, pois trata-se de uma planta de fácil manutenção.


A Iuca elefante pode atingir até 10 metros de altura.

iuca elefante.

Iuca com inflorescência branca.

Iuca elefante.

Visite também o post:

Pata de elefante

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Gengibre ornamental


Conforme a região do pais esta planta é conhecida com diferentes nomes; gengibre ornamental ou gengibre magnífico (zingiber spectabile). Nativo da Malásia o gengibre ornamental é muito sensível ao frio.

Uma herbácea exuberante, que apresenta uma inflorescência cilíndrica, composta por brácteas inicialmente amarelas que vão mudando de cor ao passar dos dias, chegando a atingir um vermelho intenso e com muito brilho. Floração que se dá no verão, em hastes rígidas de até 30 cm de altura, em grande quantidade.
Em projetos paisagísticos o gengibre ornamental deve ser cultivado em local que deixe á mostra parte de baixo da planta, pois suas flores nascem quase rente ao chão.

Dicas para o cultivo saudável do gengibre ornamental:

  • Regue a planta  2 vezes na semana.
  • Cultive sob meia sombra.
  • Realize mudas através da separação de brotos que nascem entorno da planta mãe.
  • Faça a poda de contenção da planta se houver necessidade, após a floração.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.


Início da floração do gengibre ornamental.

Mudança de cor ocorre aos poucos.

Floração em grande quantidade.

A cor vermelha já instalada em toda planta.

Visite também os posts:

NPK como usar?

Afelandra

Tamareira de jardim.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Afelandra


Nativa do Brasil, a afelandra (aphelandra squarrosa) é uma espécie que se adapta em regiões de clima quente e úmido, clima tropical. Se reproduz através de estaquias, se adapta bem em solo úmido e rico em matéria orgânica.

Espécie muito ornamental, ideal para projeto de jardim tropical, pois apresenta um colorido em suas grandes folhas verde escuro, rajadas de branco e suas brácteas amarelas (folhas modificadas) onde crescem flores também amarela, que atraem muitos pássaros, especialmente o beija flor devido a grande quantidade de néctar que a planta produz.

Esta herbácea ereta de 40 cm de altura pode ser usada em grandes maciços ou com um efeito mais interessante, em vasos, sempre em meia sombra, sua inflorescência surge nas estações: primavera e verão.

Dicas para o cultivo saudável da afelandra:

  • Regue a planta  2 vezes na semana.
  • Cultive sob meia sombra.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração.
  • Adube a planta alternando adubo orgânico e fertilizante mineral.

Seguindo estas dicas e cuidados a afelandra se manterá com boa aparência, livre de doenças e pragas, trazendo vida e colorido para o ambiente.


Inflorescência amarela.

Brácteas na cor amarela

Afelandra

Visite também os posts:

Bilbérgia aleluia

Pândano.


Tamareira de jardim.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.