Tag: cultivo de orquídeas

Oncidium varicosum


Oncidium Varicosum, conhecida popularmente como : Orquídea pingo de ouro.

O cultivo de orquídeas em geral necessitam de cuidados diferenciados, se comparado ao cultivo de outras espécies de plantas e para premiar com magníficas flores uma vez ao ano.  A família das orquídeas é composta por quase 20.000 espécies. E sua maioria se encontra em países tropicais.

Para o cultivo da orquídea Oncidium Varicosum é necessário:

  • Vaso de barro, ideal, pois não acumula água e auxilia na drenagem da planta.
  • Placa de fibra de coco ou haste de metal, (opcional), indicada apenas se desejar apoiar a planta.
  • Pedrisco para a drenagem.
  • Carvão vegetal,  usados para fazer churrasco.
  • Húmus de minhoca.
  • Casca de pinos.
  • Adubo orgânico animal.

Passo a passo:

  1. Lave bem as raízes e folhas eliminando todos os resíduos, (raízes e folhas mortas).
  2. Coloque no fundo do vaso, nesta ordem os pedriscos depois o carvão vegetal e a orquídea.
  3. Por ultimo cubra as raízes da orquídea Oncidium Varicosum com uma mistura realizada com:
  • casca de pinos.
  • abudo orgânico.
  • húmus de minhoca.

Dica:

A orquídea Oncidium Varicosum necessita de luz e rega moderadas; E adubação periódica alternando adubo orgânico com fertilizante mineral.

Realizando esses cuidados você terá como recompensa uma planta saudável com floração anual no início da primavera.

A orquídea pingo de ouro necessita de luz e rega moderadas. 

 

A família das orquídeas é composta por quase 20.000 espécies.

 

Haste de metal, (opcional), indicada apenas se desejar apoiar a inflorescência da planta.

 

Oncidium varicosum

Visite também os posts:

Iluminação para orquídeas.


Orquídea bambu.


Estufa para plantas.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Orquídea pingo de ouro


Orquídea pingo de ouro ou se você preferir o nome científico: Oncidium Varicosum.

O cultivo de orquídeas em geral necessitam de cuidados diferenciados, se comparado ao cultivo de outras espécies de plantas e para premiar com magníficas flores uma vez ao ano.  A família das orquídeas é composta por quase 20.000 espécies. E sua maioria se encontra em países tropicais.

Para o cultivo da orquídea pingo de ouro é necessário:

  • Vaso de barro, ideal, pois não acumula água e auxilia na drenagem da planta.
  • Placa de fibra de coco ou haste de metal, (opcional), indicada apenas se desejar apoiar a planta.
  • Pedrisco para a drenagem.
  • Carvão vegetal,  usados para fazer churrasco.
  • Húmus de minhoca.
  • Casca de pinos.
  • Adubo orgânico animal.

Passo a passo:

  1. Lave bem as raízes e folhas eliminando todos os resíduos, (raízes e folhas mortas).
  2. Coloque no fundo do vaso, nesta ordem os pedriscos depois o carvão vegetal e a orquídea.
  3. Por ultimo cubra as raízes da orquídea com uma mistura realizada com:
  • casca de pinos.
  • abudo orgânico.
  • húmus de minhoca.

Dica:

A orquídea pingo de ouro necessita de luz e rega moderadas; E adubação periódica alternando adubo orgânico com fertilizante mineral.

Realizando esses cuidados você terá como recompensa uma planta saudável com floração anual no início da primavera.

A orquídea pingo de ouro necessita de luz e rega moderadas.

A família das orquídeas é composta por quase 20.000 espécies.

Haste de metal, (opcional), indicada apenas se desejar apoiar a inflorescência da planta.

Visite também os posts:

Iluminação para orquídeas.


Orquídea bambu.


Estufa para plantas.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Como replantar orquídeas


Renovar o vaso ou criar uma nova muda ?

Existem dois formatos básicos de orquídeas, as que desenvolvem grande quantidade de mudas, como por exemplo as:

  • Oncidium sharry baby,
  • Orquídea Denphal,
  • Orquídea bambu,
  • Orquídea Cymbidium (divisão de bulbos), etc…

E as orquídeas que são espécies de exemplares únicos, que não se obtém mudas com facilidade, é o caso das:

  • Denphalis vinho,
  • Orquídea Phalaenopsis,
  • Orquídea Pumilan, etc…

Quando o cultivo de orquídeas for realizado em vasos e a planta estiver excessivamente ramificada, efetue a divisão da planta se houver mudas; Se não apresentar mudas, apenas realize a limpeza da planta, retirando raízes e folhas mortas, replantando em vaso maior apenas quando houver realmente necessidade de espaço para a planta, pois orquídeas não se adaptam bem em vasos muito maiores que a planta.

No caso das orquídeas cultivadas em troncos e tocos de arvores não há necessidade de replantar, nem de retirar raízes velhas, pois esta é a forma de cultivo encontrada na natureza, apenas retire folhas velhas quando necessário.

Transportar orquídeas para um vaso maior, é aconselhável apenas no caso de mudas adquiridas muito pequenas,quando atingirem um tamanho ideal para realizar o transporte para um local maior, com mais espaço, pois as raízes das orquídeas necessitam estar sempre bem acomodada para um desenvolvimento saudável.

Lembre-se que muitas orquídeas criam raízes fora do vaso, mesmo que não esteja faltando espaço, normal para algumas espécies.

Outro critério para realizar o replante é quando o substrato não realizar a drenagem com qualidade, o que pode causar apodrecimento das raízes das orquídeas.


Orquídeas cultivadas em troncos e tocos de arvores não há necessidade de replantar.

Orquídeas criam raízes fora do vaso, mesmo que não esteja faltando espaço, normal para algumas espécies.

Orquídeas encontrada na natureza.

Visite também os posts:

Orquídea bambu.


Orquídas.


Iluminação para orquídeas.


Jd. Botânico de Jundiaí.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.