Tag: cultivar espécies

Madressilva

A madressilva é uma especie entouceirada, também conhecida como: alstroeméria, lírio-de-luna, lírio-dos-incas, lírio-peruviano, madressilva-brasileira, madressilva-da-terra, madressilva-de-canteiro.

Planta perecível, que necessita realizar o replantio após o termino da floração, se desejar um cultivo de qualidade, pois a espécie diminui o vigor após florir.

Nativa do Brasil, a madressilva possui aroma semelhante ao da trepadeira madressilva; Com porte que chega a medir 50 cm de altura e folhas verdes que caem na época da florada.

O cultivo da madressilva pode ser realizado em vasos, canteiros, renques próximo á  muros ou ainda em forma de maciço, introduzida em projetos de paisagismo em jardim de estilo tropical.

Se deseja cultivar espécies que exalam aromas, conheça duas espécies, com cheiros semelhantes, porém, com estruturas bem diferenciadas. Se optar pelo plantio irá introduzir em seu projeto de paisagismo espécies que aguçam além do sentido visual o do olfato também.

Dicas para o cultivo saudável da madressilva:

  • Regue a planta 1 vez na semana.
  • Cultive sob meia sombra.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize mudas através de divisão de touceira, durante o repouso vegetativo, no início do Outono.
  • Faça replantio da espécie a cada 1 ou 2 anos, conforme a necessidade que a planta apresenta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.

 

 

 

Projeto Jundiaí terracotajardinagem

Conheça as etapas do Projeto de Paisagismo realizado pelo Terracota jardinagem, num condomínio na Cidade  de Jundiaí.

O jardim neste caso já havia sido cultivado, porem devido reforma na residencia foi necessário realizar uma revitalização, introduzir outras espécies e reorganizar as já cultivadas no local.

No local já haviam: Cica , Mini espada de São Jorge, Escova de garrafa e grama.

E foram introduzidas: Clorofíto, orquídea bambu alba e forração de pedras brancas.

A introdução destas espécies deu ao ambiente suavidade e aconchego, deixando a forração de  pedras brancas harmonizadas ao jardim.

Esta primeira etapa do projeto consiste em fotografar os espaços, há serem realizados a implantação do jardim e através de software montar um croqui; Que possibilita ao cliente uma visualização do futuro jardim assim dar uma  compreensão do projeto á ser implantado.

Esta forma em que o Terracota jardinagem trabalha, dá ao cliente a oportunidade de visualizar o ambiente modificado mesmo antes de se iniciar o cultivo das espécies e uma fácil intervenção no projeto, caso o cliente queira substituir, acrescentar ou retirar alguma espécie.

Vejas as fotos da primeira etapa do Projeto realizado pelo Terracota jardinagem.

Canteiro na fachada da residencia.

Canteiros cultivados: cica e mini espada de são jorge.

Canteiros.

Foto para ser realizado projeto.

Projeto realizado com software.

Visite também os posts:

Bromélia

Pândano

Babosa de arvore.

Pleomele.

Afelandra

Helicônia papagaio

Lírio amarelo

Areca bambu.

Cica.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

 

 

 

 

Jardim em varanda de apartamento

Jardim em varanda, alegra o ambiente, decora e deixa o ambiente mais fresco e arejado, leia a matéria e inspire-se para cultivar o seu:

  1. Você precisa entender como funciona o sol e vento em sua varanda. Para poder cultivar espécies em uma varanda ou em ambiente interno.
  2. Existem plantas específicas para locais em que o sol é pleno ou ameno. A escolha das espécies é muito importante, porque, às vezes, perdemos a planta simplesmente por ela não ser adequada para aquele ambiente.
  3. O clima da sua cidade também é muito importante; E influencia na escolha e no desenvolvimento das espécies.
  4. Misture flores com temperos! É muito prazeroso colher erva da sua própria horta. Salsinha, cebolinha, manjericão, pimenta, hortelã… há inúmeras opções.
  5. Para começar, sugiro que opte por vasos individuais. É mais fácil o cultivo, pois até que se pegue um pouco de prática e entenda a necessidade de cada planta.
  6. Os vasos de cerâmica, proporciona uma estética mais agradável, porém você pode escolher o de sua preferência e que vá de encontro com o valor que pretende empregar em seu futuro jardim.
  7. Certifique-se que o vaso possui um furo na base para o escoamento da água. Pois a falta de drenagem apodrece a raiz das plantas e leva a perda da mesma.
  8. Uma terra de qualidade e um bom húmus de minhoca são essenciais. O bom húmus deve ter a aparência de “pó de café” ser bem soltinho.

Escolha a planta ideal para seu ambiente, levando em conta o clima e a luminosidade; E é hora de preparar o vaso!

  • Forre o fundo com pedrinhas e só depois coloque a terra. Com isso garantimos que a raiz não permanecerá em contato com a água.
  • Então coloque terra até a metade do vaso. Plante a sua planta ou tempero e complete o recipiente com o húmus de minhoca.
  • Cuide para que o “torrão” de sua muda esteja totalmente coberto. As raízes não podem ficar expostas.
  • Se você quiser, cubra o vaso com pedrinhas brancas. Evita que o vento espalhe terra em seu terraço.
  • Feito o plantio regue bem a sua planta.
  • Lembre-se que ter um jardim é como ter um animalzinho de estimação. Ele precisa de atenção e cuidado, sempre.

Visite também os posts:

decoração com paletes

Areca bambu.

Cica.

Estufa para plantas

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.