Tag: confecção de bonsai

Buxus sempervirens


Buxus sempervirens, planta nativa do Mediterrâneo e do Oriente, trata-se da planta mais empregada na Topiária, (arte de podar plantas em formas ornamentais e geométricas).

Suas folhas são bem resistentes e aceitam bem as podas, com regeneração rápida. Porém seu crescimento é lento, o que torna esta espécie muito valorizada no mercado. Rustica, é bastante utilizada na topiaria e confecção de bonsai, pois se adapta bem em vasos.

Também  muito utilizada como cerca viva, o Buxus sempervirens é cultivado em uma altura menor que as cercas construídas para divisão de ambiente,  produz cerca viva apenas de delimitação de espaço.

Deve ser cultivada em sol pleno, porém necessita receber regas constante, para que suas folhas mantenham o brilho peculiar. Cultive em solo rico em matéria orgânica e nutrientes.

A reprodução é realizada por estaquia ou alporquia, (em estágio mais avançado). Para atingir o tamanho ideal para venda ou realizar a topiaria na planta,  leva um tempo longo, se comparado a outras espécies. Porem uma vez cultivado em um jardim é capaz de demonstrar: beleza, utilidade, formas diferenciada e um verde inconfundível em suas folhas pequenas e delicadas.


Elemento decorativo em Jardim japonês.

Folhas são bem resistentes e aceitam bem as podas.

Espécie aplicada como topiaria e cerca viva.

Visite também os posts:

Jardim clássico terracotajardinagem

Cerca viva

Coroa de Cristo


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Jardim japonês


Se você se encanta com a beleza de um jardim em estilo japonês, saiba que todos os elementos tradicionais da cultura japonesa fazem parte no projeto deste jardim, todos eles contém um significado e representação do cotidiano oriental, no qual sua construção não se dá unicamente a serviço da beleza mas também representa cresças e tradições, em objetos, elementos da natureza e vegetação, tais como:

OBJETOS:

  • Lanterna de pedra; Representa a iluminação espiritual e literal.
  • Ponte vermelha; (Taiko Bashi): Representa a evolução para um nível superior em termos de amadurecimento e autoconhecimento, conduz a capacidade de mudança e adaptação(caminho ao paraíso).
  • Lago ou espelho d’água; Representa vida.
  • Macacos de cerâmica e sino de vento; fixados ao bambu, representam o som da felicidade e da natureza.

ELEMENTOS DA NATUREZA:

  • Pedras da cascata; Introduzida no centro do jardim, na posição vertical, representa a figura do pai, na horizontal a mãe. Onde brota a água. E as outras pedras simbolizam os descendentes e são distribuídas ao redor do lago, entremeadas pela vegetação.
  • Água; Representa a renovação constante.
  • Carpas; Representa a força e longevidade.

VEGETAÇÃO:

  • Cerejeira ornamental, (Sakura); Conhecido como a flor da felicidade, muito importante na cultura japonesa. Pois nos meses de março a abril, a comunidade celebra a floração da árvore, com eventos festivos de diversas modalidades.
  • Acer Vermelho, (Momiji-Gari); Representa abito reflexivo da personalidade japonesa.
  • Bambu; Os galhos são amarrados e direcionado para o lago, como em uma reverência.

Muito do cotidiano e das tradições da cultura japonesa são realizado neste espaço, como por exemplo:

  • Cerimônia do chá.
  • Arte oriental: confecção de bonsai e origami entre outros.
  • Meditação; Acredita-se que encontra-se no meio de dois pólos: (concentração-contemplação).
  • Tai chi chuan; com os seguintes passos:
  1. Vencer o movimento através da quietude.
  2. Vencer a dureza através da suavidade.
  3. Vencer o rápido através do lento.

Agora com algumas informações sobre o jardim em estilo japonês;Você pode optar na escolha do estilo que deseja construir e manter em seu convívio e sabendo de sua beleza, significado e utilidade a tradição japonesa fará parte de seu dia a dia.

Uma DICA: para manter a água do lago sempre limpa; Instale uma bomba e um filtro biológico, para garantir a qualidade da água em circulação.


 

Ponte em jardim estilo japonês.

Cica, espelho d'água e ponte ao fundo.

Jardim em estilo japonês.

Vegetação de jardim japonês.

Acer vermelho ao fundo.

Cascata, espelho d'água e lanterna de pedra.

Elementos de jardim japonês.

Cascata e espelho d'água..

Panorâmica de jardim japonês, destaque para o espelho d'água.

Panorâmica jardim japonês, destaque para o caminho.

Panorâmica da ponte de jardim japonês.

Destaque para ponte e o espelho d'água.

 

Visite também os posts:

Jardim clássico

Jardim desértico

Plantas para muro


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Buxinho


Nativa do Mediterrâneo e do Oriente, o buxinho (Buxus sempervirens), é a planta mais empregada na Topiária, (arte de podar plantas em formas ornamentais e geométricas).

Suas folhas são bem resistentes e aceitam bem as podas, com regeneração rápida. Porém seu crescimento é lento, o que torna esta espécie muito valorizada no mercado. Rustica, é bastante utilizada na topiaria e confecção de bonsai, pois se adapta bem em vasos.

Também  muito utilizada como cerca viva, o buxinho é cultivado em uma altura menor que as cercas construídas para divisão de ambiente,  o buxinho produz cerca viva apenas de delimitação de espaço.

Deve ser cultivada em sol pleno, porém necessita receber regas constante, para que suas folhas mantenham o brilho peculiar. Cultive em solo rico em matéria orgânica e nutrientes.

A reprodução é realizada por estaquia ou alporquia, (em estágio mais avançado). Para atingir o tamanho ideal para venda ou realizar a topiaria na planta,  leva um tempo longo, se comparado a outras espécies. Porem uma vez cultivado em um jardim é capaz de demonstrar: beleza, utilidade, formas diferenciada e um verde inconfundível em suas folhas pequenas e delicadas.


Vasos com topiaria.

Buxinho cultivado em vaso.

Buxinho aplicado como topiaria e cerca viva.

Jardim japonês, buxinho como elemento decorativo.

Detalhes das folhas do buxinho, jardim japonês ao fundo.

Visite também os posts:

Jardim clássico terracotajardinagem

Cerca viva

Coroa de Cristo


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.