Tag: carpas

Estilos de jardins

Jardim japonês, desde tempos ancestrais, antes do século VI. Os japoneses vêem a prática do cultivo de um jardim como uma das modalidades artísticas mais sublimes, uma vez que ela representa a própria esfera íntima da natureza e estabeleça uma harmonia perfeita com o entorno.

.

.

.

Os jardins japoneses caracterizam o Japão da era feudal, eles conduzem naturalmente seus visitantes a um estado de meditação, calma e espiritualidade. Com elementos simbólicos, valores transmitidos pela água, plantas e pedras.

.

.

Um dos elementos mais conhecido é o Sakura ou a cerejeira decorativa, também denominada flor da Felicidade; ela tem um papel fundamental na cultura do Japão. Entre março e abril os japoneses comemoram o Hanami, data na qual se festeja a floração deste arbusto, um evento que atrai muitos turistas.

.

.

O Momiji-Gari ou Acer Vermelho traduz a típica melancolia dos japoneses. A face mística do jardim é conferida pela presença das lanternas de pedra, as quais contribuem para uma melhor concentração e para iluminar a psique; por meio destas luzes são despertados os valores tradicionais e espirituais.

.

.

O elemento água é representado pelo lago e pelas carpas, os quais têm significação essencial, pois esta substância é vital para a existência. Os peixes, por sua vez, simbolizam a fecundidade e o progresso.

O Taiko Bashi ou a ponte é uma trilha que se insinua pelo jardim, significando a ascensão a um estágio espiritual e emocionalmente mais elevado, que implica em crescimento e conhecimento interior.

.

.

.

O bambu, dobrável, revela o dom humano de se moldar a qualquer situação e de se transformar e ele têm seus galhos atados, de forma que o arbusto se curve sobre o lago, como em sinal de reverencia.

As pedras das cascatas são o núcleo central do jardim. A rocha posicionada verticalmente simboliza a paternidade; e a inserida horizontalmente representa a maternidade, da qual emana a água.

.

Visite também os posts:

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Jardim japonês


Se você se encanta com a beleza de um jardim em estilo japonês, saiba que todos os elementos tradicionais da cultura japonesa fazem parte no projeto deste jardim, todos eles contém um significado e representação do cotidiano oriental, no qual sua construção não se dá unicamente a serviço da beleza mas também representa cresças e tradições, em objetos, elementos da natureza e vegetação, tais como:

OBJETOS:

  • Lanterna de pedra; Representa a iluminação espiritual e literal.
  • Ponte vermelha; (Taiko Bashi): Representa a evolução para um nível superior em termos de amadurecimento e autoconhecimento, conduz a capacidade de mudança e adaptação(caminho ao paraíso).
  • Lago ou espelho d’água; Representa vida.
  • Macacos de cerâmica e sino de vento; fixados ao bambu, representam o som da felicidade e da natureza.

ELEMENTOS DA NATUREZA:

  • Pedras da cascata; Introduzida no centro do jardim, na posição vertical, representa a figura do pai, na horizontal a mãe. Onde brota a água. E as outras pedras simbolizam os descendentes e são distribuídas ao redor do lago, entremeadas pela vegetação.
  • Água; Representa a renovação constante.
  • Carpas; Representa a força e longevidade.

VEGETAÇÃO:

  • Cerejeira ornamental, (Sakura); Conhecido como a flor da felicidade, muito importante na cultura japonesa. Pois nos meses de março a abril, a comunidade celebra a floração da árvore, com eventos festivos de diversas modalidades.
  • Acer Vermelho, (Momiji-Gari); Representa abito reflexivo da personalidade japonesa.
  • Bambu; Os galhos são amarrados e direcionado para o lago, como em uma reverência.

Muito do cotidiano e das tradições da cultura japonesa são realizado neste espaço, como por exemplo:

  • Cerimônia do chá.
  • Arte oriental: confecção de bonsai e origami entre outros.
  • Meditação; Acredita-se que encontra-se no meio de dois pólos: (concentração-contemplação).
  • Tai chi chuan; com os seguintes passos:
  1. Vencer o movimento através da quietude.
  2. Vencer a dureza através da suavidade.
  3. Vencer o rápido através do lento.

Agora com algumas informações sobre o jardim em estilo japonês;Você pode optar na escolha do estilo que deseja construir e manter em seu convívio e sabendo de sua beleza, significado e utilidade a tradição japonesa fará parte de seu dia a dia.

Uma DICA: para manter a água do lago sempre limpa; Instale uma bomba e um filtro biológico, para garantir a qualidade da água em circulação.


 

Ponte em jardim estilo japonês.

Cica, espelho d'água e ponte ao fundo.

Jardim em estilo japonês.

Vegetação de jardim japonês.

Acer vermelho ao fundo.

Cascata, espelho d'água e lanterna de pedra.

Elementos de jardim japonês.

Cascata e espelho d'água..

Panorâmica de jardim japonês, destaque para o espelho d'água.

Panorâmica jardim japonês, destaque para o caminho.

Panorâmica da ponte de jardim japonês.

Destaque para ponte e o espelho d'água.

 

Visite também os posts:

Jardim clássico

Jardim desértico

Plantas para muro


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Lago artificial


Com um lago artificial de 12 mil litros,  dividido em 2 partes; Um lado com a delicada estrela- branca, trata-se de uma planta aquática ornamental de fácil manutenção, e o outro lado com carpas.

Os dois lados do lago artificial estão interligadas por um córrego, que passa sob a ponte.

A dica é cultivar em torno do lago apenas plantas com folhas grandes, que facilita a sua retirada da água, as plantas com folhas pequenas não são indicadas,  pois alem de serem difícil sua retirada, ainda podem danificar os filtros de água.

Investir no paisagismo do entorno do lago também é o segredo para deixar bem natural sua aparência do projeto. E o estilo indicado é o tropical rustico; Com a introdução de: jasmim-manga, bromélias, agapanto-azulão, sálvia e no muro unha-de-gato. O deque e os bancos de madeiras colaboram para a rusticidade do lago artificial.


Lago com carpas.

Bromélia em destaque.

Estrela-branca, é muito ornamental e tem aparência delicada.

Lago artificial, dividida em duas partes por uma ponte.

fotos: Revista Natureza.

Visite também os posts:

Chafariz e fontanário.


Cascata miniatura.


Lagoa artificial.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.