Tag: canteiros

Mãe de Milhares

Mãe de milhares é uma planta nativa de Madagascar, seu porte chega atingir 30 cm de altura e possui folhas grossas de cor verde escuro com bordas onduladas. Kalanchoe laetivirens -conhecida popularmente como: Mãe de Milhares.

É uma suculenta de fácil cultivo e fácil multiplicação. Nas bordas das folhas, ela produz uma grande quantidade de mudas, que chegam a desenvolver cerca de 4 pequenas folhas e até algumas pequenas raízes. Aos poucos, essas mudinhas vão se soltando e caindo na terra, onde se enraízam e continuam seu pleno desenvolvimento.

O mãe de milhares é uma planta muito resistente e ao mesmo tempo delicada.

O mãe de milhares é ideal para ser cultivado em floreiras ou como bordaduras em jardins, criando combinações de cores ou cultivado em uma única cor, (não há regras para realizar este cultivo).

Ela é originária da Africa, se desenvolve muito bem em sol pleno, mas é adaptável também em meia sombra, embaixo de árvores de copa pequena. Apresenta bom desenvolvimento em vasos e jardins.

Cuidados que o mãe de milhares necessita:

  • Cultive em solo bem drenado e fértil, rico em matéria orgânica.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Realize rega no verão 1 vez por semana e 1 vez a cada 15 dias no inverno.
  • Retire hastes velhas da planta á medida que murchem.
  • Não molhe as folhas, pois pode causar apodrecimento.
  • Adube com fertilizante mineral NPK 04-14-08.

Visite também os posts:

Bilbérgia aleluia.

Ilha do Mel

Trilha de bike

Ubatuba a Paraty

Morretes

Estufa de vidro

Iluminação para orquídeas.

Orquídea bambu.

Talude

Gengibre vermelho.


Babosa de arvore.


Pleomele.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Kalanchoe laetivirens

Kalanchoe laetivirens é uma planta nativa de Madagascar, seu porte chega atingir 30 cm de altura e possui folhas grossas de cor verde escuro com bordas onduladas.

Kalanchoe laetivirens -conhecida popularmente como: Mãe de Milhares

É uma suculenta de fácil cultivo e fácil multiplicação. Nas bordas das folhas, ela produz uma grande quantidade de mudas, que chegam a desenvolver cerca de 4 pequenas folhas e até algumas pequenas raízes. Aos poucos, essas mudinhas vão se soltando e caindo na terra, onde se enraízam e continuam seu pleno desenvolvimento.

Kalanchoe laetivirens é uma planta muito resistente e ao mesmo tempo delicada.

O kalanchoe laetivirens é ideal para ser cultivado em floreiras ou como bordaduras em jardins, criando combinações de cores ou cultivado em uma única cor, (não há regras para realizar este cultivo).

Ela é originária da Africa, se desenvolve muito bem em sol pleno, mas é adaptável também em meia sombra, embaixo de árvores de copa pequena. Apresenta bom desenvolvimento em vasos e jardins.

Cuidados que o Kalanchoe laetivirens necessita:

  • Cultive em solo bem drenado e fértil, rico em matéria orgânica.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Realize rega no verão 1 vez por semana e 1 vez a cada 15 dias no inverno.
  • Retire hastes velhas da planta á medida que murchem.
  • Não molhe as folhas, pois pode causar apodrecimento.
  • Adube com fertilizante mineral NPK 04-14-08.

Kalanchoe laetivirens

Kalanchoe laetivirens

Visite também os posts:

Bilbérgia aleluia.

Ilha do Mel

Trilha de bike

Ubatuba a Paraty

Morretes

Estufa de vidro

Iluminação para orquídeas.

Orquídea bambu.

Talude

Gengibre vermelho.


Babosa de arvore.


Pleomele.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Projeto de Paisagismo

O projeto paisagístico de um empreendimento diz respeito à definição não so­­mente de espécies de plantas, mas de características de pisos, elementos como:

  • Pergolados de madeira.

  • Espelhos d´água.

  • Fontes.

  • Áreas de playground.

  • Iluminação.

A atividade é desenvolvida por paisagistas ou arquitetos/paisagistas. Pesquisas do mercado imobi­­liário dos Estados Unidos, por exem­­plo, mostram que o paisagismo valoriza os imóveis entre 10 e 30% e que investimentos neste setor dão retorno de 100 a 200% mais que o normal; Não temos estudo semelhante no Brasil, mas especialistas acreditam que resultados parecidos possivelmente ocorrem por aqui.

O paisagismo não só encanta; Mas principalmente é o que dá vida ao concreto madeira e vidros empregados na obra. Em todo lugar o verde humaniza os ambientes.

As pessoas buscam pelas áreas externas e os projetos de paisagismo nestes espaços agregam grande valor, porém não podemos esquecer que os projetos contemporâneos tem se mostrado cada vez mais na parte interna das residencias, apartamentos, empreendimentos comercial e industrial.

Ao receber o projeto de um empreendimento residencial ou comercial cabe ao paisagista criar com base no que será construído, como áreas disponíveis e perfil de moradores. Os projetos, são diferentes quando adequados a um local onde circularão predominantemente adultos ou muitas crianças. São definidos acessos, caminhos, tipos de pisos para cada área, espaços de recreação e áreas verdes. Neste pacote, o mais simples é a definição das plantas.

Alguns canteiros toleram plantas renováveis, mas ficam muito bonitas apenas em determinadas épocas do ano. Se forem adotadas estas condições, devem ser para projetos de áreas pequenas. Temos centenas de plantas adaptadas ao nosso clima, dentro de uma média razoável de valor. Pode-se desenvolver projetos nos quais resistam pelo inverno todo.

Perto de uma quadra de esportes, por exemplo, é melhor ter espécies de plantas mais rusticas e resistentes. O mesmo para o verão, para manterem a sombra em áreas para relaxar. Utilize elementos de destaque, como palmeiras e grandes arbustos, para não deixar os ambientes monótonos. É interessante criar sobrevida com elementos de alturas e portes diferentes, porque é o que confere identidade ao jardim.”

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil. 

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

 

Florianópolis-Santa Catarina -Brasil.

 

Visite também os posts:

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

Parque do Ipiranga

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.