Tag: arbusto lenhoso

Duranta erecta aurea

Duranta erecta aurea, nome cientifico da planta conhecida popularmente como: pingo de ouro, planta nativa do México, apresenta ramagem densa amarelo-esverdeada.

Quando não ocorre poda a planta produz, pequenas flores arroxeadas, róseas ou brancas e frutos esféricos, pequenos e amarelos, além disso suas folhas perdem um pouco da cor amarela, se tornando um arbusto verde em quase a totalidade da planta.

Apresenta cor mais exuberante quando cultivado sob sol pleno e produz pequenos frutos amarelos, no final do verão, que atraem pássaros.

Com crescimento rápido e cor amarelo vibrante, (os grandes responsáveis por seu grande cultivo). Sendo muito utilizados em projetos de paisagismo em jardim em estilo:

  1. Francês.
  2. Italiano.
  3. Contemporâneo.

A planta é excelente para ser cultivada sob sol pleno, na forma de:

  • Bordas de edificações, na forma de bordadura.
  • Na forma de topiária.
  • Na forma de arvoreta.
  • Na forma de renque.
  • Na forma de cerca viva.
  • Na forma de bonsai.

Dicas para cultivo da duranta erecta aurea:

  • Cultivada sob sol pleno; Em solo fértil e enriquecido com matéria orgânica.
  • Rega regular; planta que não tolera à seca, porém convive bem com: frio e as geadas.
  • Multiplica-se por estaquia e por sementes, (mas estas podem originar pingos de ouro ou violeteiras).
  • Poda de formação e manutenção frequentes, sempre utilize luvas, para manipular a planta, pois os ramos contem espinhos.

Siga estas dicas de cultivo e a  planta, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Cultivada como topiaria em jardim estilo clássico.

Jardim estilo clássico.

A planta com poda regular, apresenta cor amarelo vibrante.

Fruto do pingo de ouro, em grande quantidade; E suas folhas em tons de verde.

Visite também os posts:

Jardim desértico ou árido

Buxinho

Jardim clássico

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter

Primavera de flor branca


Primavera, (Bougainvillea spectabilis, Bougainvillea glabra); Trata-se de um arbusto lenhoso de médio a grande porte, muito ramificada e com a presença de uma grande quantidade de espinhos. Planta nativa do Brasil, das regiões leste e nordeste do pais.

Espécie conhecida também por: bouganville, buganvílea, três marias e flor primavera. Apresenta folhas pequenas com textura lisa e espessura fina, as flores são pequenas, de cor branca. Escandescente, (planta que tende a trepar em um apoio ou em outra planta). Sua inflorescência principal se dá na primavera e verão e esporadicamente durante todo ano, porém apresenta flores em menor quantidade.

A primavera é uma planta muito ornamental, com grandes ramagens. Muito utilizada em projetos de paisagismo devido sua resistência, floração em grande quantidade, extremamente ornamental quando cultivada em: pergolados, muros, paredes,  portões, em grandes vasos, arcos para acabamento, faz dela uma das plantas mais procuradas para projetos de paisagismo.

As vezes cultivada em grandes vasos, troncos grossos e retorcidos, muito ornamental. Que lembram o formato de bonsai e cria um efeito interessante junto a piscina, terraço ou isolada sobre gramado. E deve ser realizado a manutenção constante, para não perder o belo formato.

A propagação da planta é feita por alporquia ou estaquia. (quando os ramos são mergulhados em enraizadores e colocados em casca de arroz carbonizada ou areia mantidos úmidos).

Dicas para o cultivo saudável da primavera:

  • Cultive sob sol pleno, em solo fértil e bem drenado.
  • Realize a poda dos ramos quando não estiverem floridas, (aguarde a época de dormência da planta, para dar a forma desejada ao arbusto).
  • Para a planta apresentar uma maior floração, adube com fertilizante mineral NPK 04-14-08.
  • Regue a planta regularmente.


Inflorescência se apresenta em formato de cacho.

Inflorescência da planta primavera com flor branca.

Primavera cultivada em frente ao portão de entrada.

Visite também os posts:

Jardim em vaso

Primaveras

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Pingo de ouro


O arbusto lenhoso, pingo de ouro ou violeteira, (Duranta erecta aurea), nativa do México, apresenta ramagem densa amarelo-esverdeada. Quando não ocorre poda a planta produz, pequenas flores arroxeadas, róseas ou brancas e frutos esféricos, pequenos e amarelos, além disso suas folhas perdem um pouco da cor amarela, se tornando um arbusto verde em quase a totalidade da planta.

Apresenta cor mais exuberante quando cultivado sob sol pleno e produz pequenos frutos amarelos, no final do verão, que atraem pássaros.

Com crescimento rápido e cor amarelo vibrante, (os grandes responsáveis por seu grande cultivo). É uma planta excelente para: topiaria, bordadura, cerca viva, renque e bonsai. Sendo muito utilizados em projetos de paisagismo em jardim com estilo: francês, italiano e contemporâneo.

Dicas para cultivo do pingo de ouro:

  • Cultivada sob sol pleno; Em solo fértil e enriquecido com matéria orgânica.
  • Rega regular; planta que não tolera à seca, porém convive bem com: frio e as geadas.
  • Multiplica-se por estaquia e por sementes, (mas estas podem originar pingos de ouro ou violeteiras).
  • Poda de formação e manutenção frequentes, sempre utilize luvas, para manipular a planta, pois os ramos contem espinhos.


Pingo de ouro cultivada como topiaria em jardim estilo clássico.

Pingo de ouro com poda regular, apresenta cor amarelo vibrante.

Fruto do pingo de ouro, em grande quantidade; E suas folhas em tons de verde.

Visite também os posts:

Jardim desértico ou árido

Buxinho

Jardim clássico

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.