Tag: ambiente interno

Jardim em varanda de apartamento

Jardim em varanda, alegra o ambiente, decora e deixa o ambiente mais fresco e arejado, leia a matéria e inspire-se para cultivar o seu:

  1. Você precisa entender como funciona o sol e vento em sua varanda. Para poder cultivar espécies em uma varanda ou em ambiente interno.
  2. Existem plantas específicas para locais em que o sol é pleno ou ameno. A escolha das espécies é muito importante, porque, às vezes, perdemos a planta simplesmente por ela não ser adequada para aquele ambiente.
  3. O clima da sua cidade também é muito importante; E influencia na escolha e no desenvolvimento das espécies.
  4. Misture flores com temperos! É muito prazeroso colher erva da sua própria horta. Salsinha, cebolinha, manjericão, pimenta, hortelã… há inúmeras opções.
  5. Para começar, sugiro que opte por vasos individuais. É mais fácil o cultivo, pois até que se pegue um pouco de prática e entenda a necessidade de cada planta.
  6. Os vasos de cerâmica, proporciona uma estética mais agradável, porém você pode escolher o de sua preferência e que vá de encontro com o valor que pretende empregar em seu futuro jardim.
  7. Certifique-se que o vaso possui um furo na base para o escoamento da água. Pois a falta de drenagem apodrece a raiz das plantas e leva a perda da mesma.
  8. Uma terra de qualidade e um bom húmus de minhoca são essenciais. O bom húmus deve ter a aparência de “pó de café” ser bem soltinho.

Escolha a planta ideal para seu ambiente, levando em conta o clima e a luminosidade; E é hora de preparar o vaso!

  • Forre o fundo com pedrinhas e só depois coloque a terra. Com isso garantimos que a raiz não permanecerá em contato com a água.
  • Então coloque terra até a metade do vaso. Plante a sua planta ou tempero e complete o recipiente com o húmus de minhoca.
  • Cuide para que o “torrão” de sua muda esteja totalmente coberto. As raízes não podem ficar expostas.
  • Se você quiser, cubra o vaso com pedrinhas brancas. Evita que o vento espalhe terra em seu terraço.
  • Feito o plantio regue bem a sua planta.
  • Lembre-se que ter um jardim é como ter um animalzinho de estimação. Ele precisa de atenção e cuidado, sempre.

Visite também os posts:

decoração com paletes

Areca bambu.

Cica.

Estufa para plantas

Ipê rosa.

Ipê branco.

Romã.

Cheflera.

Cerejeira ornamental.

Arvore do viajante.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Eryngium Pristis


Eryngium Pristis, nome cientifico da espécie nativa do cerrado também conhecida como língua de tucano, por muito tempo fácil mente encontrada no estado de São Paulo-Brasil, porém hoje em dia passa por grande ameaça de extinção, devido a urbanização que invade a cidade.

Planta perene, que apresenta espinhos em todo seguimentos laterais das longas folhas.

Eryngium Pristis é extremamente rústica, porém apresenta charme e elegância, devido ao desenho da espécie, que trás leveza em suas folhas finas.

Panta herbácea com propriedades medicinais comprovadas, na forma de chá (diurético); E em pomadas, (tratamento de lesões da pele).

Em projetos de paisagismo Eryngium Pristis é excelente para ser cultivada, em:

  • Jardim no estilo tropical.
  • Jardim no estilo árido ou desértico.
  • Jardim no estilo contemporâneo.
  • Jardim de pedras.
  • Pórticos.
  • Halls.
  • Escritório.

Há inúmeras formas de introduzir a  Eryngium Pristis na decoração, e realizar composições com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Conjunto ou isolada em ambientes internos ou externos.
  • Forração sob palmeiras.

Devido a  Eryngium Pristis não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do  projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:  Palmeira
  2. ARBUSTO:  Cica
  3. TOUCEIRA:   Bambusa. Formio
  4. FOLHAGEM:  Calathea tigrina. Antúrio.
  5. FORRAÇÃO:  Mal me quer. Cinerária Marítima,

Dicas para o cultivo saudável da  Eryngium Pristis:

  • Regue a planta  1 vez na semana.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Cultive em solo fértil, bem drenado e ricos em matéria orgânica.
  • Realize limpeza da planta retirando folhas velhas no inicio do outono.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  Eryngium Pristis, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.


Hall de entrada de clinica médica, decoração com equilíbrio.

 

Devido não apresentar floração, se integra com facilidade a plantas de folhagens.
Planta perene, que apresenta espinhos.
Planta extremamente rústica, porém apresenta charme e elegância.

Visite também os posts:

Bilbérgia aleluia.

Ilha do Mel

Trilha de bike

Ubatuba a Paraty

Morretes

Estufa de vidro

Iluminação para orquídeas.

Orquídea bambu.

Talude

 

Gengibre vermelho.


Babosa de arvore.


Pleomele.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

 

Jardim dentro de casa

A Violeta é a mais tradicional das flores para decoração, pois tem uma grande variedade de cores e permite criar várias composições e arranjos. Ela deve ser exposta somente a luz indireta. E necessita apenas de rega uma ou duas vezes por semana, sem molhar as folhas e flores.

Já as Begônias são sofisticadas e parecem um buquê de flores, além de folhas com formas variadas e muitas vezes coloridas. O ambiente interno é ideal para elas, pois precisam de proteção contra a luz do sol, do frio e do vento.

O Pau d’água é uma ótima opção para ser cultivado dentro de casa e até mesmo em escritórios, pois é resistente ao ar condicionado e não precisa ficar diretamente exposto ao sol.

Zamioculca também é uma ótima opção para ambientes fechados e precisa de poucos cuidados.  Se a intenção é decorar, a Rosa de Pedra é uma ótima opção, pois tem o formato parecido com de rosa e é muito usada para fazer arranjos.

Flores e plantas são ótimas para renovar o ambiente, além de poder abusar de cores fortes sem ter que fazer grandes mudanças. A energia fornecida pelas plantas é indiscutível. A maioria das plantas para ambientes internos necessitam de poucos cuidados. Por tanto, não terá trabalho extra.

Plantas decoram e dão vida ao ambiente. Todas as espécies são excelentes fontes de energia e se bem cultivadas exercem um efeito terapêutico e ainda contribui para a qualidade do ar.

Visite também os posts:

Touca de viúva

Ipê branco.

Orquídea bambu

Talude

Pergolado

Bromélia

Pândano

Gengibre vermelho.

Babosa de arvore.

Pleomele.

Afelandra

Helicônia papagaio

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.