Tag: adubo

Cica macho


Cica macho, Cica, (Cycas cincinalis), é espécie nativa de Madagascar e África tropical, atinge até 3 metros de altura; Apresenta folhas longas, curvadas nas extremidades, brilhantes e rígidas. Com vida longa e de crescimento lento, (aproximadamente 3 cm por ano), o que lhe garante alto preço no mercado.

Existem dois gêneros da planta cica :

Cica macho (Cycas cincinalis) e Cica fêmea (Cycas revoluta), que apresenta pequenas diferenças em sua estrutura em relação a cica fêmea, a cica macho possui: folhas mais alongadas e mais largas, com presença de espinhos nas hastes das folhas e uma circunferência maior e com sementes que aparecem em cachos alongados.

A cica macho costuma ser menos empregadas no cultivo e em projetos de paisagismo, devido ao porte um pouco maior e mais rústico que a cica fêmea.

A cica macho é utilizadas em projetos de paisagismo em estilo tropical e contemporâneo; porem necessita de muito espaço, pois se trata de uma espécie de grande porte. Indicada para local com fluxo intenso de pedestres, pois apresenta grande resistência e beleza que se destaca quando cultivada isolada, em gramados com espaço que comporte sua folhagem exuberante.

A reprodução  da cica realizada através de sementes, tem germinação e crescimento muito lentos, além das chances das sementes estarem fecundas são quase mulas, pois é necessário a presença das espécies macho e fêmeas em cultivo muito próximos e a presença de um grande número de polinizadores.

Dicas para o cultivo saudável da cica macho:

  • Cultive em solo fértil e bem drenado, enriquecida com composto orgânico e areia.
  • Regue a planta apenas em períodos grandes sem chuva, pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno. Espécie de clima quente, não tolera sombra ou ambientes fechados, pois ocorre proliferação da colchonilha em suas folhas e deixa a planta com manchas amarelas e pode causar a morte da planta.
  • Realize limpeza da planta, retire folhas velhas, para revitalizar a planta.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Realize mudas através da separação de brotos que nascem entorno da planta mãe. Os brotos retirados e cultivados devem receber rega constante e armazenado á meia sombra ate que a muda crie resistência.


A cica macho costuma ser menos empregadas no cultivo e em projetos de paisagismo, devido ao porte maior e mais rústico que a cica fêmea.

 


Apresentam folhas longas, curvadas nas extremidades, brilhantes e rígidas. 

A cica machoa apresenta espinhos nas hastes das folhas.

Apresenta sementes em cachos alongados.

A cica macho necessita de muito espaço, pois se trata de uma espécie de grande porte.

Foto da Cica fêmea, para comparação da estrutura em relação a cica macho.

Visite também os posts:

Cica fêmea.

Areca bambu.


Tamareira de jardim.


Pândano.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

Alamanda amarela


A alamanda amarela, carolina, dedal de moça e dedal-de-dama, ( Alamanda Cathartica), trepadeira nativa do Brasil, que apresenta vistosas flores e uma  folhagem espessa e bastante ornamental, composta de folhas verdes e vistosas o ano inteiro. Planta perene, semi-lenhosa de crescimento lento.

Alamanda amarela é uma trepadeira lactescente, semi-lenhosa do litoral norte, nordeste e leste do Brasil, muito vigorosa com variável tonalidades de flores, em:

  • Amarelo.
  • Rosa.
  • Vinho.

A alamanda amarela é uma trepadeira muito utilizada em projetos de paisagismo, pois trata-se de uma espécie muito resistente e de fácil manutenção, realiza de forma uniforme a cobertura do espaço onde é cultivada; Porém não é recomendada para o cultivo em pergolados, devido a sua floração ficar pouco exposta quando cultivada neste local.

Entretanto a alamanda amarela é a trepadeira ideal para ser cultivada em:

  • Cercas.
  • Pórticos.
  • Taludes.
  • Muros.

Sempre tutorada com arames muito firmes, pois a planta apresenta ramos fortes e pesado.

A alamanda amarela é muito introduzida em projetos de paisagismo residenciais, empresarias e urbanos, fazendo desta trepadeira uma das espécies mais conhecidas, pois esta sempre florida e suas folhas apresentam um verde com brilho destacado.

Apesar da alamanda amarela ser uma planta tão conhecida e introduzida em ambientes de grande circulação de pessoas trata-se de uma espécie lactescente, (produz látex resinoso e venenoso),  por este motivo deve se ter atenção no contato de crianças com a planta.

Dicas para o cultivo saudável da alamanda amarela:

  • Regue a planta a cada 10 dias pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno, porém a alamanda amarela é uma planta que tolera bem o frio.
  • Realize mudas através de sementes ou estacas aproveitadas da poda
  • Faça a poda de contenção da planta se houver necessidade, entre os meses de maio até agosto.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.


Trepadeira que apresenta flores e folhas vigorosas.

Sementes da trepadeira alamanda.

Cultive sob sol pleno.

A alamanda deve ser tutorada com arames muito firmes pois a planta apresenta ramos fortes e pesado.

Visite também os posts:

 

Sapatinho de judia.

Trepadeira para pergolado.


Trepadeira sanguínea.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.

Lágrima de Cristo


A trepadeira lágrimas de Cristo, (Clerodendrum Thomsonae), é uma planta nativa da África Ocidental, espécie semi lenhosa, muito ramificada, possui folhas ovaladas, fortemente marcadas pelas nervuras de cor verde escuras e brilhantes.

A lágrima de Cristo apresenta  crescimento bastante lento e inflorescências terminal com grande quantidade de flores com cálice branco inflado e corola vermelha expandida, formadas na primavera e verão; A trepadeira costuma perder uma grande quantidade de folhas durante inverno rigoroso.

A lágrima de Cristo ainda apresenta uma variedade hortícola “Delectum, com flores maiores e cor do cálice e da flor em: vinho, vermelho ou rosa.

Trepadeira utilizada em projetos de paisagismo, devido sua grande beleza, delicadeza e ainda por se tratar de uma planta de fácil manutenção; Mas o que dificulta a sua vasta introdução em jardins é seu crescimento muito lento, porém quando floresce encanta com uma florada magnífica.

Para quem deseja cultivar a trepadeira lágrima de Cristo, é recomendado plantar mais de uma muda para diminuir o tempo de espera, pois quanto mais mudas cultivadas, menos tempo para preencher o espaço com a planta.

A lágrima de Cristo pode ser cultivada em:

  • Vasos, sempre utilizando tutores como, arame ou treliça.
  • Pórticos de condomínios e prédios.
  • Próximas a arvores.
  • Pergolados.
  • Grades.
  • Cercas.

Dicas para o cultivo saudável da trepadeira lágrima de Cristo:

  • Regue a planta a cada 10 dias pois a planta apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra, a planta é sensível a geadas.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração.
  • Faça mudas por alporques ou por estacas que devem ser cortadas após o floração e deixadas enraizar em local protegido.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.


Trepadeira lágrima de Cristo.

Floração terminal.

Flores com cálice branco inflado e corola vermelha expandida.

Início da formação das flores.

Visite também os posts:

Trepadeira para pergolado.


Trepadeiras.


Pergolado.


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Siga no twitter.