Rosa do deserto


Rosa do deserto, (Adenium obesum), também conhecida popularmente como adenium, nativa da África e Oriente Médio; Suculenta de estrutura escultural e floração altamente ornamental, apresenta caule engrossado na base, (uma adaptação da planta para guardar água em locais secos e áridos).

Planta perene que pode alcançar de 1 a 3 metros de altura; E apresenta seiva altamente toxica.

A floração ocorre na primavera com cores mescladas, variadas desde a cor branca, vinho, vermelha e rosa; Uma característica da espécie é perder totalmente as folhas na época da floração, deixando a planta com uma aparência exótica, pois contrasta o tronco rústico e acinzentado com a floração intensa, delicada e colorida.

A rosa do deserto desperta admiradores e colecionadores em todo o mundo, da mesma forma que as: orquídeas, bromélias, cactos, plantas carnívoras e bonsais; Os exemplares da planta cultivadas á  vários anos e de variedades raras e bem trabalhadas, alcançam preço mais elevados no mercado.

Para realizar mudas da rosa do deserto é necessário:

  • Época mais indicada para realizar mudas é no verão.
  • Corte as hastes da planta que se deseja multiplicar com aproximadamente dez centímetros de comprimento.
  • Coloque as hastes em local seco e sombreado, livre de umidade, por uma semana, até curar a superfície cortada.
  • Enterre 2 cm das hastes em substrato preparado com terra vegetal e areia grossa, na proporção de 1 por 1.
  • A desvantagem que a planta feita por estaquia apresenta, é não desenvolver as raízes grossas ou demorar um pouco mais para aparecerem.

Em projetos de paisagismo rosa do deserto é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a rosa do deserto na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Isolada em gramados, com crescimento livre.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Bonsai.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:   Pândano,   Iuca elefante,   Pata de elefante.
  2. ARBUSTO:   Cica,   Azálea.
  3. TOUCEIRA:    Bromélias, Agave attenuata.

Dicas para o cultivo saudável da rosa do deserto:

  • Regue a planta a cada 10 dias, pois a rosa do deserto apresenta grande resistência a falta d’água e não tolera encharcamento, pois a planta apresenta apodrecimento das raízes quando regada em excesso.
  • Cultive sob sol pleno, pois a planta não tolera o frio abaixo de 10 graus.
  • Cultive em solo fértil e bem drenado, enriquecida com composto orgânico e areia grossa meio á meio.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 04-14-08.
  • Realize mudas através de sementes, estacas.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a  rosa do deserto, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.


A floração ocorre na primavera com cores mescladas.

Desperta admiradores e colecionadores em todo o mundo.

Visite também os posts:

Ipê rosa.


Ipê branco.

Cerejeira ornamental.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Siga no twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>