Category: Jardim estilo japonês

Kaizuka

O Kaizuka (Juniperus chinensis torulosa); Nome popular: Kaizuka, Caiazuka, Caizuca, Cipreste-kaizuka, Junípero-chinês, Kaiazuca é uma pequena arvore de forma cônica ou colunar e de aspecto escultural e muito decorativo.

Classificado nas categorias de: Arbusto ornamental ou arbusto. originária da Asia, China e Japão. Podendo chegar a atingir de 3 á 5 metros de altura. Perene de sol pleno e meia sombra.

Seus ramos são ramificados e compactos, com folhas pequenas e comprimidas, que lhe conferem uma textura bastante densa. Este cipreste ainda tem uma particularidade que encanta com sua forma espiralada e retorcida . As folhas de coloração verde escura e brilhante.

Este cipreste aristocrático e charmoso é apropriado para estilo de Jardim clássico ou Jardim Japonês. Suas formas esculturais são muito valorizadas quando cultivado isolado e livre de podas, podendo alcançar 5 metros.De crescimento lento a moderado, adapta-se à vasos, inclusive é bastante utilizado na arte do bonsai.

Em projetos de paisagismoKaizuka é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a Kaizuka na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Isolada em gramados, com crescimento livre.
  • Conjunto de vasos.
  • Conjunto ao longo de alamedas.
  • Bonsai.
  • Arbusto.
  • Junto a taludes e grandes pedras.
  • Cestarias e artesanatos utilizando as folhas da planta.

Devido a Kaizuka não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

  1. ELEMENTOS: Jardim de pedra.
  2. ARBUSTO:    Azálea. Buxinho.
  3. TOUCEIRA:    Bambusa.
  4. FOLHAGEM:   Bambu mossô.

Dicas para o cultivo saudável da Kaizuka:

  • Regue a planta apenas em períodos de grande estiagem, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Realize mudas através de divisão de estacas das pontas dos ramos.
  • A especie não necessita de poda.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.
  • É tolerante à salinidade e após estabelecido torna-se tolerante a seca. Originário de clima temperado, o kaizuka no entanto adapta-se muito bem ao clima subtropical ou mediterrâneo e é capaz de tolerar o clima tropical, desde que fique longe de locais úmidos.

Siga estas dicas de cultivo e a  kaizuka, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Jardim japonês com Kaizuka ao fundo.

Visite também os posts:

jardim japonês.

Gengibre vermelho.

Babosa de arvore.

Pleomele.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Estilos de jardins

Jardim japonês, desde tempos ancestrais, antes do século VI. Os japoneses vêem a prática do cultivo de um jardim como uma das modalidades artísticas mais sublimes, uma vez que ela representa a própria esfera íntima da natureza e estabeleça uma harmonia perfeita com o entorno.

.

.

.

Os jardins japoneses caracterizam o Japão da era feudal, eles conduzem naturalmente seus visitantes a um estado de meditação, calma e espiritualidade. Com elementos simbólicos, valores transmitidos pela água, plantas e pedras.

.

.

Um dos elementos mais conhecido é o Sakura ou a cerejeira decorativa, também denominada flor da Felicidade; ela tem um papel fundamental na cultura do Japão. Entre março e abril os japoneses comemoram o Hanami, data na qual se festeja a floração deste arbusto, um evento que atrai muitos turistas.

.

.

O Momiji-Gari ou Acer Vermelho traduz a típica melancolia dos japoneses. A face mística do jardim é conferida pela presença das lanternas de pedra, as quais contribuem para uma melhor concentração e para iluminar a psique; por meio destas luzes são despertados os valores tradicionais e espirituais.

.

.

O elemento água é representado pelo lago e pelas carpas, os quais têm significação essencial, pois esta substância é vital para a existência. Os peixes, por sua vez, simbolizam a fecundidade e o progresso.

O Taiko Bashi ou a ponte é uma trilha que se insinua pelo jardim, significando a ascensão a um estágio espiritual e emocionalmente mais elevado, que implica em crescimento e conhecimento interior.

.

.

.

O bambu, dobrável, revela o dom humano de se moldar a qualquer situação e de se transformar e ele têm seus galhos atados, de forma que o arbusto se curve sobre o lago, como em sinal de reverencia.

As pedras das cascatas são o núcleo central do jardim. A rocha posicionada verticalmente simboliza a paternidade; e a inserida horizontalmente representa a maternidade, da qual emana a água.

.

Visite também os posts:

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Pinheiro de buda

Introdução em projeto de Paisagismo:

Conheça a forma correta para introduzir a pinheiro de buda em projeto de paisagismo; Pois há inúmeras formas de utilizar a espécie na decoração, para uma composição com harmonia no ambiente, tais como:

Há inúmeras formas de introduzir o pinheiro de buda na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Bordadura, em bordas de edificações.
  • Isolada em gramados, com crescimento livre.
  • Isolada em gramados, com poda de contenção.
  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Conjunto ao longo de alamedas.
  • Conjunto de exemplares, na forma de Renque.
  • Cerca viva.
  • Bonsai.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Devido o  pinheiro de buda não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

  1. ARVORE:    Pinheiros.
  2. ARBUSTO:    Buxinho,   Cica,    Orquídea bambu.
  3. TOUCEIRA:    Bambusa.

Visite outros 2 posts sobre o pinheiro de buda; Veja mais fotos, obtenha mais informações através do histórico botânico e aprenda como cultivar:

-Hitórico Botânico.

-Dicas de cultivo.

 

renque em jardim japonês ao fundo.

Maciço de pinheiro de buda, ao fundo do jardim japonês.

Visite também os posts:

Buxinho

Areca bambu.

Cheflera.

Bromélia

Pândano

Gengibre vermelho.

Babosa de arvore.

Pleomele.

Afelandra

Helicônia papagaio

 


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.