Category: Projetos de paisagismo

Rabo de cavalo

Rabo de cavalo suculenta pendente, (Sedum morganianum), conhecida também como: Arroz-de-rato, Bananinhas, Cauda-de-burro, Dedinho-de-moça, Dedo-de-moça, Rabo-de-burro; De origem da América do Norte, trata-se de uma planta perene, da categoria dos cactos e suculentas.

Uma espécie formada de folhas carnosas que cobrem as hastes e têm coloração variada, de verde a amarelada. Produz pequenas flores de coloração rosa com formato de estrela. A espécie rabo de cavalo é indicada para o cultivo em vasos altos ou suspensos, onde sua folhagem pendente é destacada, ou em conjunto com outras suculentas e cactáceas.

Esta espécie apresenta facilidade de cultivo, germinação e é de manutenção extremamente baixa, quase inexistente.

Em projetos de paisagismo a espécie rabo de cavalo é excelente para ser cultivada em:

Fachada de construção, com projeto de jardim vertical. 

Há inúmeras formas de introduzir a espécie  rabo de cavalo na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Devido a espécie rabo de cavalo não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da espécie rabo de cavalo:

  • Regue a planta apenas em períodos de grande estiagem, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • Realize mudas através de divisão de ramagens.
  • A espécie não necessita de poda.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração, para retirar as hastes secas da floração.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a espécie  rabo de cavalo, ficará livre de pragas e doenças, e manterá aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Visite também os posts:

Jardim Vertical

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Jardim desértico

Os jardim desérticos podem ser informais, temáticos ou até contemporâneos.

Jardim desértico informal:

segue linhas orgânicas, como no estilo inglês. Neste jardim há poucos ou nenhum acessórios.

Jardim temático:

está relacionado com a cultura e as plantas xerófitas de um determinado país ou região. Assim podemos ter jardins representando a caatinga do nordeste brasileiro, jardim do cerrado, jardins mexicanos – com cores vivas e terrosas, jardins mediterrâneos, etc.

Jardins desérticos:

contemporâneos são livres na forma e contém elementos ousados, como vasos, pedras e acessórios com formatos inovadores e materiais novos.

Apesar das variações, os jardins desérticos, apresentam elementos em comum, como as plantas simétricas e com formas geométricas intrigantes. Os espinhos também estão muito presentes o que torna este jardim uma boa solução para quem sofre com cães e gatos frequentemente destruindo as plantas. Devido aos espinhos e escamas – defesas naturais contra a perda de água, as plantas dos jardim desérticos têm uma textura própria, além de tonalidades acinzentadas e amareladas.

São estilos de jardins que requerem pouquíssima manutenção. Não exigem regas constantes ou podas. As adubações são leves e os replantios bem esparsos. Apesar de simples de manter, este jardim necessita de um excelente sistema de drenagem, já que seus habitantes não toleram nenhum tipo de encharcamento. É um jardim marcado pela rusticidade e próprio para lugares inóspitos, com sol direto e ventos fortes. Por esta característica é ideal para coberturas de prédios e para varandas ensolaradas.

.

 

.

Visite também os posts:

Mesa de madeira rústica

Pergolado de bambu

Decoração com caixas de feira

Decoração com paletes

Mil folhas.

Malicia.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no facebook.

Dedo de moça

Dedo de moça, suculenta pendente, (Sedum morganianum), conhecida também como: Arroz-de-rato, Bananinhas, Cauda-de-burro, Dedinho-de-moça, rabo de burro, Rabo-de-cavalo; De origem da América do Norte, trata-se de uma planta perene, da categoria dos cactos e suculentas.

 

Uma espécie formada de folhas carnosas que cobrem as hastes e têm coloração variada, de verde a amarelada. Produz pequenas flores de coloração rosa com formato de estrela. A espécie dedo de moça é indicada para o cultivo em vasos altos ou suspensos, onde sua folhagem pendente é destacada, ou em conjunto com outras suculentas e cactáceas.

Esta espécie apresenta facilidade de cultivo, germinação e é de manutenção extremamente baixa, quase inexistente.

 

Em projetos de paisagismo a espécie  dedo de moça é excelente para ser cultivada em:

Fachada de construção, com projeto de jardim vertical.

 

Há inúmeras formas de introduzir a espécie  dedo de moça na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Devido a espécie  dedo de moça não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

 

Dicas para o cultivo saudável da espécie  dedo de moça:

  • Regue a planta apenas em períodos de grande estiagem, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • Realize mudas através de divisão de ramagens.
  • A espécie não necessita de poda.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração, para retirar as hastes secas da floração.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a espécie  dedo de moça, ficará livre de pragas e doenças, e manterá aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

 

Visite também os posts:

Jardim vertical.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.