Category: Projetos de paisagismo

Rabo de cavalo

Rabo de cavalo suculenta pendente, (Sedum morganianum), conhecida também como: Arroz-de-rato, Bananinhas, Cauda-de-burro, Dedinho-de-moça, Dedo-de-moça, Rabo-de-burro; De origem da América do Norte, trata-se de uma planta perene, da categoria dos cactos e suculentas.

Uma espécie formada de folhas carnosas que cobrem as hastes e têm coloração variada, de verde a amarelada. Produz pequenas flores de coloração rosa com formato de estrela. A espécie rabo de cavalo é indicada para o cultivo em vasos altos ou suspensos, onde sua folhagem pendente é destacada, ou em conjunto com outras suculentas e cactáceas.

Esta espécie apresenta facilidade de cultivo, germinação e é de manutenção extremamente baixa, quase inexistente.

Em projetos de paisagismo a espécie rabo de cavalo é excelente para ser cultivada em:

Fachada de construção, com projeto de jardim vertical.

Há inúmeras formas de introduzir a espécie  rabo de cavalo na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Conjunto de vasos enfileirados.
  • Planta palustre próximo á lagos, piscinas, espelho d’água.
  • Junto a taludes e grandes pedras.

Devido a espécie rabo de cavalo não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Dicas para o cultivo saudável da espécie rabo de cavalo:

  • Regue a planta apenas em períodos de grande estiagem, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno.
  • A planta pode ser cultivada em solo com poucos nutrientes.
  • Realize mudas através de divisão de ramagens.
  • A espécie não necessita de poda.
  • Realize limpeza da planta quando cessar a floração, para retirar as hastes secas da floração.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Mantenha o solo sempre úmido, misturando grama seca ou palha de arroz á terra.
  • Utilize Adubo orgânico, 2 vezes ao ano, para não compactar o solo.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.

Siga estas dicas de cultivo e a espécie  rabo de cavalo, ficará livre de pragas e doenças, e manterá aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Visite também os posts:

Jardim Vertical

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Grafites e paisagismo

 

.

Eu me lembro no inicio do meu curso de jardinagem e paisagismo, numa das primeiras aulas quando a professora definiu o projeto de paisagismo como: uma arte que atinge 4 dimensões.

  1. Altura.

  2. Largura.

  3. Profundidade.

  4. e finalmente o Tempo.

Pronto… foi então que enxerguei que um projeto de paisagismo bem realizado….. É como a grandeza das obras de Burle Marx, se tornam obras imortais.

ELA TEM CORES, CURVAS, SABORES....

Agora vejo, com muita felicidade a imortalidade do paisagismo migrando para as ruas e se unindo a arte do grafite; Onde torna este estilo de arte ainda mais vivo e expressivo.

Fé em Deus que ele é Justo, Ei irmão nunca se esqueça.

E torna o paisagismo e o grafite ferramentas unidas por uma luta de resistência por uma cidade mais humana e acolhedora.

TUDO VEM DO VENTO, DO VENTO VEM TUDO, DO VENTO TUDO VEM.....

Onde um apenas evidencia a beleza do outro; E nesta união gera uma explosão de criatividade.

 

Amor, amor sentimento abstratoVc pode sentir porem não pode tocar.

Estamos apenas no principio da mudança, na forma de vermos a arte nas ruas; Pois os grafites e paisagismo que vemos hoje nos muros e paredes das cidades já prenderam a atenção do cidadão e governantes.

Com um ar diferente, parecia estar contente; Com seu novo lar, com o seu novo lar;.

E o próximo passo será dar um grito maior. Quando o grafite se unir com suas letras grandes, gritantes e expressivas do rap e divulgar as idéias de luta a favor da consciência e justiça.

 

.

E com esta ação o grafite fará com que as mentes que tiverem contado com os pensamentos do rap cresçam a favor de uma sociedade justa e inclusiva.

UMA MENTE QUE SE EXPANDE NUNCA MAIS VOLTA A SEU TAMANHO ORIGINAL.

Desta forma seguirá o curso natural da arte, que é estar a serviço da população, não a serviço de estratégias politicas.

UM EXEMPLO DE; DESENHO, ESCRITA E PAISAGISMO.

A achar um ninho. Nem que seja no peito um do outro.

Cultivando mentes, elas se tornaram férteis a fim de pensamentos próprios e críticos; Ação que a sociedade precisa cultivar urgentemente.

Nosso sorriso sereno hoje é o veneno
Pra quem trouxe tanto ódio pr’onde deitamos.

Para realmente podermos celebrar por conquistas verdadeiras, onde as artes; Todas elas…. grafite, pixo, rap, rock, música clássica, projeto de paisagismo, dança contemporânea e todas as demais forma de arte terão espaço e serão acessíveis a toda sociedade.

Visite também os posts:

 

Cica.

Bromélia


Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.

Kaizuka

O Kaizuka (Juniperus chinensis torulosa); Nome popular: Kaizuka, Caiazuka, Caizuca, Cipreste-kaizuka, Junípero-chinês, Kaiazuca é uma pequena arvore de forma cônica ou colunar e de aspecto escultural e muito decorativo.

Classificado nas categorias de: Arbusto ornamental ou arbusto. originária da Asia, China e Japão. Podendo chegar a atingir de 3 á 5 metros de altura. Perene de sol pleno e meia sombra.

Seus ramos são ramificados e compactos, com folhas pequenas e comprimidas, que lhe conferem uma textura bastante densa. Este cipreste ainda tem uma particularidade que encanta com sua forma espiralada e retorcida . As folhas de coloração verde escura e brilhante.

Este cipreste aristocrático e charmoso é apropriado para estilo de Jardim clássico ou Jardim Japonês. Suas formas esculturais são muito valorizadas quando cultivado isolado e livre de podas, podendo alcançar 5 metros.De crescimento lento a moderado, adapta-se à vasos, inclusive é bastante utilizado na arte do bonsai.

Em projetos de paisagismoKaizuka é excelente para ser cultivada em:

Há inúmeras formas de introduzir a Kaizuka na decoração, para a composição com harmonia no ambiente, tais como:

  • Isolada em gramados, com crescimento livre.
  • Conjunto de vasos.
  • Conjunto ao longo de alamedas.
  • Bonsai.
  • Arbusto.
  • Junto a taludes e grandes pedras.
  • Cestarias e artesanatos utilizando as folhas da planta.

Devido a Kaizuka não apresentar floração, ela se integra com facilidade a plantas de folhagens exuberante; Consulte as dicas de espécies para auxiliar na escolha das plantas do projeto e cultivo do jardim.

Siga esta dica para facilitar na escolha das espécies para realizar o projeto e cultivo do jardim.

  1. ELEMENTOS: Jardim de pedra.
  2. ARBUSTO:    Azálea. Buxinho.
  3. TOUCEIRA:    Bambusa.
  4. FOLHAGEM:   Bambu mossô.

Dicas para o cultivo saudável da Kaizuka:

  • Regue a planta apenas em períodos de grande estiagem, pois apresenta grande resistência a falta d’água.
  • Cultive sob sol pleno ou meia sombra.
  • Realize mudas através de divisão de estacas das pontas dos ramos.
  • A especie não necessita de poda.
  • Adube com fertilizante mineral, Npk 10-10-10.
  • Conheça os pontos cardiais, de seu jardim, desta forma irá cultivar suas plantas no local mais indicado para cada uma delas.
  • É tolerante à salinidade e após estabelecido torna-se tolerante a seca. Originário de clima temperado, o kaizuka no entanto adapta-se muito bem ao clima subtropical ou mediterrâneo e é capaz de tolerar o clima tropical, desde que fique longe de locais úmidos.

Siga estas dicas de cultivo e a  kaizuka, ficará livre de pragas e doenças, e se manterá com a aparência exuberante, acrescentando vida, na decoração do ambiente.

Jardim japonês com Kaizuka ao fundo.

Visite também os posts:

jardim japonês.

Gengibre vermelho.

Babosa de arvore.

Pleomele.

Envie comentário.

Tire suas dúvidas.

Curta no Facebook.